Artigos Café Brasil
1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

Os Podcasts Café Brasil Musicais
Os Podcasts Café Brasil Musicais
Música é uma de nossas grandes paixões, por isso de ...

Ver mais

#DicaNetFlix Trotsky
#DicaNetFlix Trotsky
É uma série de terror. Tem assassinos em série, ...

Ver mais

Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Se você se aproximar do Café Brasil, prepare-se para ...

Ver mais

666 – O diabo é o pai do rock
666 – O diabo é o pai do rock
Existem dezenas de explicações para o 666 ser chamado ...

Ver mais

665 – O Vale
665 – O Vale
A trilha para o sucesso envolve trabalho duro e ...

Ver mais

664 – Sobre lagartas e borboletas
664 – Sobre lagartas e borboletas
Cara, como mudar é difícil... perder peso...manter ...

Ver mais

663 – A crisálida
663 – A crisálida
A maturidade entende que existe a escuridão no mundo, ...

Ver mais

LíderCast 154 – Diógenes e Michelle Cezila
LíderCast 154 – Diógenes e Michelle Cezila
Empreendedores brasileiros, que se mudam para os ...

Ver mais

LíderCast 153 – Rafael Bernardes
LíderCast 153 – Rafael Bernardes
Empreendedor em TI, que capacita outros profissionais ...

Ver mais

LíderCast 152 – Lucia Moyses
LíderCast 152 – Lucia Moyses
Escritora, psicóloga e neuropsicóloga, um papo sobre ...

Ver mais

LíderCast 151 – Irineu Toledo
LíderCast 151 – Irineu Toledo
Radialista, uma das vozes mais marcantes e conhecidas ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Bolsonaro errou, mas nem tanto
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Bolsonaro fala demais, e sem freios. Não faz a necessária reflexão prévia. Ele precisa lembrar, urgentemente, que não é mais deputado nem está no balcão do boteco. O cargo que ocupa merece todo o ...

Ver mais

TRIVIUM: CAPITULO 2 – DIMENSÕES LÓGICA E PSICOLÓGICA DA LINGUAGEM (parte 8)
Alexandre Gomes
  Eu prometo que esse segundo capítulo vai acabar! Acho que terá umas 12 partes… Mas vamos lá! De volta à diversão. É claro que a linguagem tem aspectos LÓGICOS e PSICOLÓGICOS, veja ...

Ver mais

O Brasil da TV Globo, do Whatsapp e as manifestações do dia 26/05
Carlos Nepomuceno
RESUMO DA LIVE: LIVE COMPLETA: https://web.facebook.com/carlos.nepomuceno/videos/10157340715398631 LINKS DAS OUTRAS LIVES: ...

Ver mais

Eu não acredito na democracia moderna
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Eu não acredito na democracia representativa moderna. * * * Concordo com Schumpeter: no modelo de democracia do século XX, os indivíduos comuns são simplesmente consumidores de produtos políticos ...

Ver mais

Cafezinho 179 – Correndo riscos
Cafezinho 179 – Correndo riscos
Somos capazes de milagres quando parece que nada mais ...

Ver mais

Cafezinho 178 – O Exorcista
Cafezinho 178 – O Exorcista
O Brasil está sofrendo um imenso exorcismo, e o demônio ...

Ver mais

Cafezinho 177 – Os monstros da negatividade 3
Cafezinho 177 – Os monstros da negatividade 3
A negatividade tem suas raízes no medo de ser ...

Ver mais

Cafezinho 176 – Gostou? Compartilhe.
Cafezinho 176 – Gostou? Compartilhe.
Gostou? Compartilhe! Só assim, fazendo a nossa parte, ...

Ver mais

A Zona

A Zona

Luciano Pires -

Sou de Bauru, terra onde surgiu Pelé, onde nasceu o inventor do sanduíche mais famoso do Brasil, do primeiro astronauta brasileiro e…da Eny.
A Casa da Eny foi, talvez, o mais famoso prostíbulo brasileiro nos anos 60 e início dos 70.  Até hoje passo pela estrada e vejo o luminoso, caindo aos pedaços, onde se lê “Eny´s drinks”.
Mas “prostíbulo”, para definir a Eny, era pouco. Administrado com competência pela “tia Eny”, recebeu até presidentes da república. As garotas eram maravilhosas, algumas se tornaram celebridades na TV anos depois.
Um paraíso, num tempo em que o pior que podia acontecer era uma gonorréia…Nada que o Julinho da farmácia não resolvesse…
Hoje me pego pensando no papel que as “zonas” tiveram no desenvolvimento das cidades do interior. Toda cidade tem a sua. O banco, a delegacia, a padaria, a farmácia e a zona eram referências comuns. Tia Eny era figura respeitada, benemerente. Zonas eram aceitas pela sociedade. Quantos garotos não tiveram sua primeira aventura sexual na zona? A prostituta experiente pegando pela frente o garoto nervoso e introduzindo-o, sem trocadilho, nos prazeres proibidos…
Parece que naquele tempo, tudo o que se queria era “vadiar” como dizia o Vadinho de Jorge Amado. Vadiar, divertir-se, dar umas risadas, fazer molecagens. Zonas, hoje, até existem, mas têm um novo componente, que naquela época era o medo.
Penso que o fim da Tia Eny, e das zonas como a dela, foi o fim do sexo moleque, sem compromisso, sem vergonha, sem medo.
Penso até que foram elas, as prostitutas, as responsáveis por uma espécie de paz que existia naquela época. Quem tinha a cabeça cheia, o saco cheio, a paciência esgotada, ia desafogar na zona. Hoje desafoga espancando o vizinho na torcida do jogo de domingo.
Foram elas também que ensinaram para garotos brutos, como agradar uma mulher. Hoje a garotada aprende entre si, pagando o preço por isso.
Quer saber? Antes de ser do meretrício, as zonas eram do equilíbrio.
Zonas do equilíbrio…
Pois tenho um conhecido, o Cacá, que aparecia na zona as duas da tarde com três ou quatro convidados, tirava a mulherada do cochilo ou da piscina, pedia umas cervejas, fechava negócios e ia embora sem fazer programa.
– “O tipo de negócio que eu tenho tem tudo a ver”, justificava-se.
Ele tinha uma financeira…
Que ironia…A tia Eny acabou, a zona do meretrício fechou, mas o negócio do Cacá nunca esteve tão bem.