Artigos Café Brasil
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Um Podcast Café Brasil com quase três horas de duração ...

Ver mais

Café Brasil 721 – Lake Street Dive
Café Brasil 721 – Lake Street Dive
Olha, os dias andam um saco! Todo mundo nervoso, ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

Pandemia ou misantropia?
Filipe Aprigliano
Iscas do Apriga
Mais importante que defender a sua opinião, é defender o direito de livre expressão e escolha.

Ver mais

Revisionismos e intolerância
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Revisionismos e intolerância “Sabemos que ninguém jamais toma o poder com a intenção de largá-lo. O poder não é um meio, é um fim em si. Não se estabelece uma ditadura com o fito de salvaguardar ...

Ver mais

Motivos de orgulho
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Motivos de orgulho Numa época repleta de dificuldades, pessimismo e más notícias como a que estamos vivendo em razão da pandemia de coronavírus e suas consequências sanitárias, econômicas, ...

Ver mais

5 ações de marketing para ajudar a superar a crise do coronavírus
Michel Torres
Negócios em todo o mundo estão sentindo os efeitos da pandemia: menos clientes, menor receita e o medo de não ter condições de aguentar esse tempo de prejuízo. Precisamos salvaguardar a saúde e o ...

Ver mais

Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Estamos assistindo a uma revolução na mídia, meus ...

Ver mais

Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Se você vê algum valor em nosso trabalho, acesse ...

Ver mais

Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Não coloque a distribuição do seu trabalho nas mãos das ...

Ver mais

Cafezinho 292 – A bunda da Daniele
Cafezinho 292 – A bunda da Daniele
Qual janela você escolheu para ver o mundo?

Ver mais

As Repúblicas Do Cagaço

As Repúblicas Do Cagaço

Luciano Pires -

 

AS REPÚBLICAS DO CAGAÇO 


Ontem vi uma matéria sobre a implementação de mais de 100 mudanças no projeto que mandou dois chineses ao espaço. Eles disseram que não querem repetir os problemas que os estadunidenses tiveram nas últimas missões do ônibus espacial.


A primeira reação que tive foi de exclamar “que audácia”. Mas depois pensei mais a respeito. Lembrei-me da enrascada em que os EUA se meteram no Iraque, que parece não ter fim. Depois me lembrei da confusão de New Orleans, que também parece não ter fim. E aqueles escândalos corporativos?


Pois concluí que os EUA são apenas mais dos países que estão naufragados numa epidemia de cagaço. Não tenho dúvidas que se estivéssemos na década de sessenta do milênio passado, esses problemas teriam sido resolvidos em questão de horas. Em 1965 os EUA teriam realizado uma mobilização sem precedentes para resolver o problema de New Orleans. Em 1969, com uma tecnologia pré-histórica, eles colocaram o homem na Lua, sem o medo que os vôos do ônibus espacial hoje trazem.


Sabe a razão?


Aquela era uma época de gente que fazia acontecer. De lideranças que assumiam riscos. De gente treinada para tomar decisões. Aquela era uma época em que os planos eram levados a sério e que cada um tinha consciência do impacto e influência de suas ações sobre o próximo. Aquela era uma época de gente compromissada com a ação.


Hoje o que vemos são estruturas complexas, gente superficial e planos. Planos, planos e mais planos. Todo mundo fazendo planos, apresentando planos, dando-lhes nomes pomposos e depois esperando que os planos se transformem em ação. Como mágica.


São raras as lideranças que assumem riscos. Todo mundo quer livrar o seu. Decisão? Só se for num comitê, onde minha assinatura perca-se em meio a outras dezenas. Assim diluo a responsabilidade.


Fazer acontecer? Só depois que os outros fizerem.


Por isso explode a Challenger. Por isso o Katrina faz o estrago que fez. Por isso os Chineses tem aquela audácia. Por isso os japoneses estão mais uma vez dizimando a indústria automobilística dos EUA.


E sabe da maior? Nós, no Brasil, somos uma cópia piorada dos EUA. Importamos para cá seus sistemas administrativos e os implementamos, numa sociedade que nada tem a ver com a estadunidense.


Estamos criando, aqui também, uma república de cagões. De gente que tem medo de tomar decisão. De infindáveis comitês que permanecem à espera das decisões dos comitês estadunidenses. E surgem planos. Planos, planos e mais planos que, com um trato marqueteiro, são anunciados de forma retumbante e… Nada acontece.


Enquanto isso os Chineses, disciplinados, focados no mesmo objetivo, cientes de suas responsabilidades e comprometidos, colocam dois deles em órbita. E prometem mais.


No mundo de hoje, competitivo e apressado, não vence mais quem tem a melhor tecnologia. Ou os melhores planos. Ou mais velocidade.


Vence quem não é cagão.