Artigos Café Brasil
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Um Podcast Café Brasil com quase três horas de duração ...

Ver mais

Café Brasil 721 – Lake Street Dive
Café Brasil 721 – Lake Street Dive
Olha, os dias andam um saco! Todo mundo nervoso, ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

Pandemia ou misantropia?
Filipe Aprigliano
Iscas do Apriga
Mais importante que defender a sua opinião, é defender o direito de livre expressão e escolha.

Ver mais

Revisionismos e intolerância
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Revisionismos e intolerância “Sabemos que ninguém jamais toma o poder com a intenção de largá-lo. O poder não é um meio, é um fim em si. Não se estabelece uma ditadura com o fito de salvaguardar ...

Ver mais

Motivos de orgulho
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Motivos de orgulho Numa época repleta de dificuldades, pessimismo e más notícias como a que estamos vivendo em razão da pandemia de coronavírus e suas consequências sanitárias, econômicas, ...

Ver mais

5 ações de marketing para ajudar a superar a crise do coronavírus
Michel Torres
Negócios em todo o mundo estão sentindo os efeitos da pandemia: menos clientes, menor receita e o medo de não ter condições de aguentar esse tempo de prejuízo. Precisamos salvaguardar a saúde e o ...

Ver mais

Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Estamos assistindo a uma revolução na mídia, meus ...

Ver mais

Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Se você vê algum valor em nosso trabalho, acesse ...

Ver mais

Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Não coloque a distribuição do seu trabalho nas mãos das ...

Ver mais

Cafezinho 292 – A bunda da Daniele
Cafezinho 292 – A bunda da Daniele
Qual janela você escolheu para ver o mundo?

Ver mais

Conectando

Conectando

Luciano Pires -

Em meus artigos anteriores, tratei da “conectividade” como uma solução possível para o Brasil: milhares de pequenos abnegados conectando-se para transformar seus esforços de formiguinhas numa avalanche de ações capazes de transformar a sociedade.
Pois nesta semana encontrei um modelo que demonstra claramente como a conectividade pode mudar a vida das pessoas.
Estive em Rolândia, uma pequena cidade próxima de Londrina, no norte do Paraná, para realizar uma palestra para a Corol, uma cooperativa agroindustrial que foi fundada há pouco mais de quarenta anos. Quem atua no segmento agrícola conhece o trabalho das cooperativas. Mas quem está fora do segmento  não faz idéia do que esse pessoal consegue, usando a conectividade. A Corol nasceu em Rolândia. Seu objetivo foi juntar as forças dos pequenos produtores agrícolas para abraçar oportunidades que, individualmente, nenhum deles poderia conseguir. E ao longo de quarenta anos aqueles pequenos agricultores construíram um negócio que alcança centenas de milhões de dólares de faturamento anual. São hoje mais de 7 mil cooperados. A Corol tem  1.400 funcionários diretos e mais 1.600 no campo, oferecendo aos cooperados,  seus clientes-donos, desde consultoria com técnicos e agrônomos para determinar as melhores soluções para as culturas da região, até um banco, com linhas de crédito e até mesmo cartão de crédito internacional. A cooperativa tem comitês de tecnologia e educação, femininos e masculinos, que discutem temas de ponta relacionados ao crescimento dos negócios e das pessoas. A Corol abrange 34 municípios e tive a oportunidade de visitar sua usina de processamento de cana para produção de álcool e açúcar. Visitei também uma moderna fábrica de suco concentrado de laranja, que exporta para todo o mundo. Uma fábrica totalmente automatizada, tocada por 12 funcionários por turno… Para visitar esses empreendimentos, desloquei-me pela região em meio a plantações de trigo, laranja, uva e cana-de-açúcar, com índices de produtividade inacreditáveis. Uma região linda, onde a gente respira energia e sente claramente a força que o agronegócio  tem no Brasil. E, conversando com os técnicos, ouvi repetidamente um novo termo: agroenergia. Estão criando meios inovadores de gerar energia e o segredo é: conectividade. O milho plantado gera o farelo que alimenta os bois, cuja carne é exportada. Da casca da uva e da laranja são tirados óleos e produtos para outras indústrias. A indústria moveleira da região fornece seus resíduos – serragem –  como combustível para as caldeiras que geram a energia para a fábrica de suco de laranja. O bagaço da cana produz  energia para a própria usina. Os resíduos que eram poluidores hoje são aproveitados. Um frigorífico será instalado ao lado da usina de cana, usando energia excedente produzida pela própria usina. Tudo conectado. As culturas de grãos conectadas com a pecuária, conectada com a indústria, conectada com a revenda de bens de consumo, conectada com as linhas de crédito, conectada com as pesquisas de novas tecnologias, conectada com as empresas de logística, conectada com… O que mais você puder pensar. O resultado: um pequeno produtor rural, ao associar-se à Corol, transforma-se num agroindustrial. Tem acesso a tecnologias avançadas. Conta com  linhas de crédito. Exporta. Transforma-se, enfim, num empresário muito diferente daquele pequeno produtor rural que lutava sozinho por seu negócio. E a comunidade mostra claramente o reflexo desse esforço: a região é linda. É só andar pelas ruas para sentir a força econômica do lugar. Basta conversar com os técnicos da Corol para ouvir planos muito, mas muito agressivos de crescimento. E tomei ali um café, um suco de uva e um de laranja como nunca experimentei… Quer saber mais? Visite www.corol.com.br . Aqueles brasileiros estão trabalhando no desenvolvimento de técnicas que revolucionarão a questão ambiental e de geração de energia. Com certeza, vão multiplicar as exportações do Brasil. No entanto, há quarenta anos eles eram apenas pequenos produtores rurais, que um dia encontraram o caminho: conectaram-se. E hoje não têm mais limites para seus sonhos.
Meninos, eu vi.
Conectividade.