Artigos Café Brasil
1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

Os Podcasts Café Brasil Musicais
Os Podcasts Café Brasil Musicais
Música é uma de nossas grandes paixões, por isso de ...

Ver mais

#DicaNetFlix Trotsky
#DicaNetFlix Trotsky
É uma série de terror. Tem assassinos em série, ...

Ver mais

Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Se você se aproximar do Café Brasil, prepare-se para ...

Ver mais

666 – O diabo é o pai do rock
666 – O diabo é o pai do rock
Existem dezenas de explicações para o 666 ser chamado ...

Ver mais

665 – O Vale
665 – O Vale
A trilha para o sucesso envolve trabalho duro e ...

Ver mais

664 – Sobre lagartas e borboletas
664 – Sobre lagartas e borboletas
Cara, como mudar é difícil... perder peso...manter ...

Ver mais

663 – A crisálida
663 – A crisálida
A maturidade entende que existe a escuridão no mundo, ...

Ver mais

LíderCast 154 – Diógenes e Michelle Cezila
LíderCast 154 – Diógenes e Michelle Cezila
Empreendedores brasileiros, que se mudam para os ...

Ver mais

LíderCast 153 – Rafael Bernardes
LíderCast 153 – Rafael Bernardes
Empreendedor em TI, que capacita outros profissionais ...

Ver mais

LíderCast 152 – Lucia Moyses
LíderCast 152 – Lucia Moyses
Escritora, psicóloga e neuropsicóloga, um papo sobre ...

Ver mais

LíderCast 151 – Irineu Toledo
LíderCast 151 – Irineu Toledo
Radialista, uma das vozes mais marcantes e conhecidas ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Bolsonaro errou, mas nem tanto
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Bolsonaro fala demais, e sem freios. Não faz a necessária reflexão prévia. Ele precisa lembrar, urgentemente, que não é mais deputado nem está no balcão do boteco. O cargo que ocupa merece todo o ...

Ver mais

TRIVIUM: CAPITULO 2 – DIMENSÕES LÓGICA E PSICOLÓGICA DA LINGUAGEM (parte 8)
Alexandre Gomes
  Eu prometo que esse segundo capítulo vai acabar! Acho que terá umas 12 partes… Mas vamos lá! De volta à diversão. É claro que a linguagem tem aspectos LÓGICOS e PSICOLÓGICOS, veja ...

Ver mais

O Brasil da TV Globo, do Whatsapp e as manifestações do dia 26/05
Carlos Nepomuceno
RESUMO DA LIVE: LIVE COMPLETA: https://web.facebook.com/carlos.nepomuceno/videos/10157340715398631 LINKS DAS OUTRAS LIVES: ...

Ver mais

Eu não acredito na democracia moderna
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Eu não acredito na democracia representativa moderna. * * * Concordo com Schumpeter: no modelo de democracia do século XX, os indivíduos comuns são simplesmente consumidores de produtos políticos ...

Ver mais

Cafezinho 179 – Correndo riscos
Cafezinho 179 – Correndo riscos
Somos capazes de milagres quando parece que nada mais ...

Ver mais

Cafezinho 178 – O Exorcista
Cafezinho 178 – O Exorcista
O Brasil está sofrendo um imenso exorcismo, e o demônio ...

Ver mais

Cafezinho 177 – Os monstros da negatividade 3
Cafezinho 177 – Os monstros da negatividade 3
A negatividade tem suas raízes no medo de ser ...

Ver mais

Cafezinho 176 – Gostou? Compartilhe.
Cafezinho 176 – Gostou? Compartilhe.
Gostou? Compartilhe! Só assim, fazendo a nossa parte, ...

Ver mais

Introspectiva 2008

Introspectiva 2008

Luciano Pires -

Todo final de ano tem retrospectivas. E quem não gosta, hein? Vai dizer que você não passa uns bons minutos em frente à televisão revendo aquelas cenas que nos tiraram o fôlego ao longo do ano que passou?

Retrospectivas são uma forma de colocar molho em nosso rotineiro cotidiano. E servem para lembrar como somos sortudos, afinal, com raras exceções, aquelas tragédias nunca acontecem conosco, não é?

E às vezes também aparecem as perspectivas, aqueles exercícios que tentam antecipar o que vem pela frente. Todo ano é a mesma coisa: de um lado Jair de Ogum e Mãe Dinah dizendo que vai morrer um artista e de outro os economistas apostando que a inflação será de xis por cento. E a gente adora!

Pois vou propor algo diferente: em vez de olhar para trás pra rever o que passou ou para frente pra antecipar o que vem por aí, proponho olhar pra dentro e fazer sua “Introspectiva 2008”.

Pouca gente sabe direito o que é a introspecção. Costumamos dizer que um indivíduo introspectivo é aquele pouco social, que passa a maior parte do tempo às voltas com seus pensamentos, à margem da festa. Mas a introspecção é mais que isso. É uma ferramenta que envolve até mesmo a Filosofia! Sabe-se que Sócrates já utilizava a técnica da introspecção em seus estudos sobre os grandes enigmas da vida. A disciplina da Psicologia sempre estudou a introspecção, inclusive dividindo-a em tipos diversos. Estuda-se a introspecção para atitudes propositivas – que envolve seus credos e desejos – e a introspecção dos estados de consciência – dores e emoções. É um vasto, rico e controverso campo de estudos sobre o qual não posso me atrever a escrever, por absoluta e profunda ignorância.

O que me interessa neste texto é refletir sobre a definição simples da introspecção como “o ato de olhar para dentro de si mesmo, para seus pensamentos, desejos e sentimentos, examinar como sua mente funciona, como ela toma decisões, como direciona seus atos.”

A introspecção como um auto-exame a partir do qual podemos nos conhecer melhor e assim antecipar nossas reações e realizar escolhas melhores.

Minha proposta, portanto, é – no final ou início do ano – realizar uma introspecção. Olhar para tudo o que aconteceu no mundo, no Brasil, em sua cidade, em sua vizinhança, em sua família – mas reservar um bom tempo para refletir sobre como você reagiu a esses acontecimentos. Que atitudes tomou e o que aprendeu com elas. No processo você se arrependerá e se orgulhará de coisas que fez ou deixou de fazer, mas o mais importante é procurar seus padrões de conduta. Seus métodos. Como sua mente funciona. Quando você entender sua mecânica estará apto a antecipar suas decisões, a evitar as armadilhas que a mente prega e principalmente, a mudar.

Mas a coisa não é assim tão fácil, não. Apesar de sabermos que reagimos de formas que não nos agradam ou não são as melhores opções, temos a tendência de repetir nossos padrões de conduta, cometendo sempre os mesmos erros. Sabe aquela amiga que vai te pedir dinheiro emprestado outra vez? E você vai acabar emprestando? Ou aquele cunhado que vai pedir pra passar uns dias em sua casa mesmo que você não queira? E você vai aceitar? Ou seu chefe que vai te chamar para a reunião no final da tarde e vai te segurar por horas? E você vai? Pois é…

A vantagem da Introspecção 2008 é proporcionar a você a oportunidade de questionar esses comportamentos. Ela colocará você na incômoda posição de ter que explicar – a si mesmo – a razão de não mudar. Pouca gente gosta desse exercício. Ele é incômodo. Coloca a gente em saias-justas, pois mentir para si mesmo não é algo confortável.

Ninguém gosta de ser confrontado com suas manias, fraquezas e medos. As pessoas preferem o auto-engano, a continuidade confortável dos processos que podem não ser os melhores, mas são familiares.

Mudar dói. Reconhecer fraquezas dói também. Mas a alternativa é deixar como está pra ver como é que fica.
Um jeito bem vagabundo de começar 2009, não é?