Artigos Café Brasil
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 720 – Conversa com Ganime
Café Brasil 720 – Conversa com Ganime
O Deputado Federal pelo Rio de Janeiro Paulo Ganime, ...

Ver mais

Café Brasil 719 – Licença poética
Café Brasil 719 – Licença poética
Quem me acompanha há muitos anos sabe que tive um amigo ...

Ver mais

Café Brasil Especial – Heróis da Saúde 12 – The Dark Side Of The Moon
Café Brasil Especial – Heróis da Saúde 12 – The Dark Side Of The Moon
Olha, este é outro daqueles programas de sonho, ...

Ver mais

Café Brasil Especial – Heróis da Saúde 11 – Qual é seu propósito?
Café Brasil Especial – Heróis da Saúde 11 – Qual é seu propósito?
Eu acho que você já deve ter sido questionado sobre ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

LíderCast 201 – Marco Piquini
LíderCast 201 – Marco Piquini
Ex-executivo da Fiat, um profissional de comunicação, ...

Ver mais

LíderCast 200 – Marcio Ballas
LíderCast 200 – Marcio Ballas
Apresentador de televisão, ator e palhaço profissional. ...

Ver mais

LíderCast 199 – Ricardo Corrêa
LíderCast 199 – Ricardo Corrêa
Empreendedor, fundador da Ramper, uma conversa ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

Minuto da Produtividade 1 – A arte de dizer não!
Minuto da Produtividade 1 – A arte de dizer não!
Produtividade é a arte de dizer NÃO!

Ver mais

Da arte de ser pessimista
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Previsões sempre fascinaram o ser humano. Seja mediante leitura de cartas ou palmas das mãos, seja tentando adivinhar qual será o clima amanhã, sempre surge alguém alegando ter o poder de antever ...

Ver mais

5 desafios para os negócios nessa crise da COVID-19
Michel Torres
“Nada é permanente, exceto a mudança.” Heráclito de Éfeso À medida que a crise da COVID-19 continua impactando a todos, a pergunta sobre “quando vai passar?” vai dando lugar a “o que ...

Ver mais

A atualidade de Malthus
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A atualidade de Thomas Malthus “O famoso contraste que Malthus estabeleceu entre as duas espécies de progressões – o aumento geométrico da população e o crescimento aritmético da produção de ...

Ver mais

QI, educação e literatura
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
O QI médio em praticamente todos os países do mundo cresceu muito nos últimos 100 anos.   Na Alemanha e nos EUA, o crescimento do QI médio foi de mais de 30 pontos. No Quênia e na Argentina, foi ...

Ver mais

Cafezinho 286 – A ação não-ativa
Cafezinho 286 – A ação não-ativa
Conformados com a burocracia e morrendo de medo de ...

Ver mais

Cafezinho 285 – O Buraco Negro
Cafezinho 285 – O Buraco Negro
A única resposta é: “O senhor tem de aguardar”.

Ver mais

Cafezinho 284 – A polarização de araque
Cafezinho 284 – A polarização de araque
Assistir a rinha de galos diária tem o mesmo efeito que ...

Ver mais

Cafezinho 283 – COVID 20
Cafezinho 283 – COVID 20
Precisamos reconhecer quem fez um bom trabalho e punir, ...

Ver mais

O Balonista

O Balonista

Luciano Pires -

Ele nasceu numa pequena cidade, era inteligente e articulado. Um dia, já maduro, decidiu colocar em prática um sonho: subiria aos céus num tipo de balão e ao sabor dos ventos faria uma viagem inédita, como nunca antes havia sido feita. Muitos acharam que havia perigo, que a aeronave não era segura, que não havia condições de dirigibilidade e que as conseqüências podiam ser ruins. Mas ele tinha fé em sua competência para lidar com o imprevisto. Quando confrontado com argumentos contrários, respondia com a certeza dos obcecados. Algumas experiências prévias com balões deram-lhe ainda mais certeza de que seu sonho era viável. Levantou os recursos com gente que nele acreditou e construiu o balão conforme suas necessidades. Quando entrou na aeronave foi saudado por uma multidão que torcia por ele. E acenando entusiasmado subiu em direção ao céu. Para nunca mais ser visto. Muitas buscas foram feitas, sem sucesso. O balonista sonhador desapareceu com o vento…


Estou falando do padre Adelir Antônio de Carli que na manhã do dia 20 de abril de 2008 partiu de Paranaguá, no Paraná, a bordo de uma espécie de balão feito de centenas de balões de festa gigantes, não é? O padre desapareceu algumas horas depois sobre o oceano no litoral de Santa Catarina e ninguém mais soube dele. Esta história podia ser sobre o padre sim, mas é a de Salomon August Andrée, um engenheiro e aeronauta sueco que no dia 11 de julho de 1897, com dois companheiros, decolou de uma ilha no círculo polar para cruzar o Ártico num balão que batizou como “Águia”. Andrée desenvolveu um sistema rudimentar de dirigibilidade por meio de cordas que, tocando o solo, fariam com que o balão corrigisse a rota conforme necessário. Seu plano era frágil, repleto de falhas, mas quem o confrontou foi repelido pela teimosia do aventureiro.
O “Águia” voou até que, após dois dias e 475 quilômetros, vazamentos de hidrogênio provocaram um pouso em meio à desolação do gelo ártico. Mal equipados para caminhar no gelo e alimentando-se basicamente de ursos polares abatidos a tiros, os três exploradores chegaram quatro meses depois à ilha de Kvitoya onde morreram nas semanas seguintes. Seus corpos foram encontrados trinta e três anos depois.


Andrée e o padre Adelir eram loucos, irresponsáveis, megalomaníacos ou simplesmente teimosos? Talvez tenham sido presas de seu próprio sucesso. Tiveram um sonho, contaram para o mundo, conseguiram os recursos, a mídia deu-lhes destaque e eles não tiveram outra opção a não ser ir em frente. Admitir que pudessem estar errados não fazia parte de seus repertórios. Deu no que deu.
No entanto, não há como negar que ambos eram corajosos. E aqui cabe a pergunta: o que é coragem? É ausência de medo? Não. Ausência de medo é estupidez. Coragem é a capacidade de agir apesar do medo. Vem da segurança que temos quando sabemos do que estamos falando. As melhores e mais importantes  decisões de minha vida eu tomei com o estômago gelado. Essa sensação, misto de medo com ansiedade, indicava que eu estava no limite e que assim saía do “normal”, fazendo a diferença.
Usei o medo a meu favor.


Pois bem. No próximo dia 20 de Junho é minha vez. Embarco para a Rússia onde, a bordo de um quebra-gelos nuclear do exército russo, farei minha viagem para o Pólo Norte. Diferente do padre e de Andrée, cerquei-me de todas as garantias. Existem riscos? Sempre. Mas a vida me ensinou a diferenciar coragem de estupidez. Por isso, vou pro meu Pólo Norte. Com o estômago gelado. Que Delícia!
 
Volto dia 8 de julho com histórias pra contar.