Artigos Café Brasil
Brazilian Rhapsody
Brazilian Rhapsody
O pessoal da Chinchila fez uma paródia de Bohemian ...

Ver mais

O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts traz informações ...

Ver mais

Bandidos Na TV
Bandidos Na TV
Assisti Bandidos Na Tv, nova série na NetFlix, que ...

Ver mais

1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

679 – Será que acordamos?
679 – Será que acordamos?
Adalberto Piotto apresenta o programa Cenário Econômico ...

Ver mais

678 – Dominando a Civilidade
678 – Dominando a Civilidade
Vivemos uma epidemia de incivilidade que ...

Ver mais

677 – Teorias da Conspiração
677 – Teorias da Conspiração
Vivemos numa sociedade assolada por grandes ...

Ver mais

676 – Homem na Lua 2
676 – Homem na Lua 2
Cinquenta anos atrás o homem pousou na Lua. Mas parece ...

Ver mais

LíderCast 166 – Juliana e Abbey Alabi
LíderCast 166 – Juliana e Abbey Alabi
O Abbey é um imigrante africano, que chegou ao Brasil ...

Ver mais

LíderCast 165 – Ícaro de Carvalho
LíderCast 165 – Ícaro de Carvalho
Um dos mais influentes profissionais de comunicação ...

Ver mais

LíderCast 164 – Artur Motta
LíderCast 164 – Artur Motta
Professor que fez transição de carreira e usa podcasts ...

Ver mais

LíderCast 163 – Amanda Sindman
LíderCast 163 – Amanda Sindman
Profissional de comunicação, jornalista e mulher trans. ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Resumo da Aula 2 do Curso On-line de Filosofia (COF)
Eduardo Ferrari
Resumos e Artigos
A segunda aula do COF, ministrada em 21 de março de 2009, teve a duração de 3h43min e foi resumida em menos de cinco minutos de leitura, com o objetivo de levar ao conhecimento do leitor uma ...

Ver mais

A quem interessa a divisão da sociedade?
Jota Fagner
Origens do Brasil
O atual estado de intolerância ao pensamento diferente, manifesto nas agressões que começam nas redes sociais e terminam em confrontos físicos no meio da rua, é o resultado de um processo de ...

Ver mais

TRIVIUM: CAPÍTULO 3 – MORFOLOGIA CATEGOREMÁTICA (parte 2)
Alexandre Gomes
Depois de listar todas as CATEGORIAS DE PALAVRAS, de acordo com a Gramática Geral irei tratar com mais calma de cada categoria. Seguindo a lista da lição anterior, vamos começar pelo grupo das ...

Ver mais

Simples assim
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Simples assim Excelência em Educação Dia 10 de agosto, compareci a um evento muitíssimo interessante. Estimulado pela chamada do convite eletrônico – Avanços na educação pública: o que podemos ...

Ver mais

Cafezinho 205 – Agrotóxicos – melhor seria não usar V
Cafezinho 205 – Agrotóxicos – melhor seria não usar V
O problema do agrotóxico no Brasil não é dos ...

Ver mais

Cafezinho 204 – Agrotóxicos – melhor seria não usar IV
Cafezinho 204 – Agrotóxicos – melhor seria não usar IV
Ainda existe hoje uma cultura, muito estimulada por ...

Ver mais

Cafezinho 203 – Agrotóxicos – melhor seria não usar III
Cafezinho 203 – Agrotóxicos – melhor seria não usar III
Quem é o idiota que quer deliberadamente envenenar seus ...

Ver mais

Cafezinho 202 – Agrotóxicos – melhor seria não usar II
Cafezinho 202 – Agrotóxicos – melhor seria não usar II
Se não bastassem as dificuldades para comprar, ...

Ver mais

O Chato Do Chato

O Chato Do Chato

Luciano Pires -


O CHATO DO CHATO


A última coisa que fiz em 2006 foi participar de uma reunião. Daquelas em que você olha para os lados e não vê vida inteligente. Em que você se pega pensando “o que é que eu estou fazendo aqui?”. A reunião durou quatro – eu disse quatro – horas… Era mais uma das mesmas, velhas e cansativas reuniões, conversando com as mesmas velhas e cansadas pessoas sobre as mesmas velhas e cansadas coisas. Novidade? Só quando o Mané derrubou a xícara de café no colo da Miriam. E provavelmente começarei o ano com outra dessas reuniões que saem de lugar nenhum para chegar a nenhum lugar. Conduzindo, alguém que faz pose enquanto não sabe aonde quer chegar. E essas reuniões têm sempre os mesmos personagens, já reparou? Tem uma que concorda com tudo. Tem outro que dorme de olho aberto. Uma outra, quando abre a boca, é um horror de ignorância. Um ali fingindo que anota tudo e que vai fazer acontecer. Aquele ali traz de volta tudo que já tinha sido discutido na reunião anterior. O outro abriu o laptop e está respondendo o mail de sacanagem que recebeu. E aí você se desespera e pensa num jeito de instalar um pouco de desequilíbrio criativo, aquele momento de caos, de quebra de regras, do inusitado, quando a inteligência aparece. Mas, oh! Ninguém quer desequilíbrio! As pessoas querem segurança. Mesmo que tenham de ser chatas, assumindo discursos padronizados e “buscando atender às expectativas dos clientes”, não é?
Pois fazer exatamente aquilo que se espera da gente, é ser previsível! Chato!
É por isso que a reunião se torna insuportável: todos são previsíveis, atendendo às expectativas que se tem com relação a eles. Sem sensibilidade, garra, coração, alma e tesão…Sem entusiasmo. Gente que finge.

Chatos!

E quando os chatos se reúnem, criam um estado de idiotização constante, repleto de rituais e de hipocrisia… Chatos unidos transformam estupidez em religião.
Para escapar, só mudando para um estado de atenção constante, quando fica claro que uma reunião como aquela não funciona. Um papo como aquele é furado. Pessoas como aquelas estão desperdiçando minutos preciosos de suas vidas, sendo… Previsíveis! E é só dar uma olhada em volta: somos dominados por chatos. Fala a verdade, o Lula não é um chato? E o Faustão? Luxemburgo é chato. Aldo Rebelo é chato. O astronauta brasileiro é chato. Galvão Bueno é chato. Ideli Salvati é chata. FHC é chato. O baixinho da Kaiser é um chato. Geraldo Alckmin é chato. Jô Soares é chato. O padre Marcelo Rossi é chato. Aquele pastor cujo nome não me lembro é um chato! A Praça é Nossa está cheia de chatos. Complete e lista com os outros chatos que você conhece! Ah, ficou tentado a me escrever dizendo que eu sou chato? Como você é chato! Chatos, chatos e mais chatos… Que poderiam ser muito interessantes se lutassem pelo desequilíbrio criativo. Mas é difícil. O desequilíbrio criativo exige um grau mínimo de inteligência e máximo de provocação, de inusitado, de desconhecido, de curiosidade. E acima de tudo, exige coragem, pois aquele que brigar pelo desequilíbrio criativo será considerado pelos chatos um alienígena. Alguém fora da realidade. Um indisciplinado. Aquele que manifestar sua indignação, não aceitar as regras envelhecidas, contestar a babaquice explícita e expuser suas idéias será considerado pelos chatos, um… chato.
Pois quer saber?

Meus votos para 2007 são que você se torne o chato do chato.

Feliz ano novo. Felizmente 2006 acabou. Ô ano chato…