Artigos Café Brasil
Brazilian Rhapsody
Brazilian Rhapsody
O pessoal da Chinchila fez uma paródia de Bohemian ...

Ver mais

O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts traz informações ...

Ver mais

Bandidos Na TV
Bandidos Na TV
Assisti Bandidos Na Tv, nova série na NetFlix, que ...

Ver mais

1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

679 – Será que acordamos?
679 – Será que acordamos?
Adalberto Piotto apresenta o programa Cenário Econômico ...

Ver mais

678 – Dominando a Civilidade
678 – Dominando a Civilidade
Vivemos uma epidemia de incivilidade que ...

Ver mais

677 – Teorias da Conspiração
677 – Teorias da Conspiração
Vivemos numa sociedade assolada por grandes ...

Ver mais

676 – Homem na Lua 2
676 – Homem na Lua 2
Cinquenta anos atrás o homem pousou na Lua. Mas parece ...

Ver mais

LíderCast 166 – Juliana e Abbey Alabi
LíderCast 166 – Juliana e Abbey Alabi
O Abbey é um imigrante africano, que chegou ao Brasil ...

Ver mais

LíderCast 165 – Ícaro de Carvalho
LíderCast 165 – Ícaro de Carvalho
Um dos mais influentes profissionais de comunicação ...

Ver mais

LíderCast 164 – Artur Motta
LíderCast 164 – Artur Motta
Professor que fez transição de carreira e usa podcasts ...

Ver mais

LíderCast 163 – Amanda Sindman
LíderCast 163 – Amanda Sindman
Profissional de comunicação, jornalista e mulher trans. ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Resumo da Aula 2 do Curso On-line de Filosofia (COF)
Eduardo Ferrari
Resumos e Artigos
A segunda aula do COF, ministrada em 21 de março de 2009, teve a duração de 3h43min e foi resumida em menos de cinco minutos de leitura, com o objetivo de levar ao conhecimento do leitor uma ...

Ver mais

A quem interessa a divisão da sociedade?
Jota Fagner
Origens do Brasil
O atual estado de intolerância ao pensamento diferente, manifesto nas agressões que começam nas redes sociais e terminam em confrontos físicos no meio da rua, é o resultado de um processo de ...

Ver mais

TRIVIUM: CAPÍTULO 3 – MORFOLOGIA CATEGOREMÁTICA (parte 2)
Alexandre Gomes
Depois de listar todas as CATEGORIAS DE PALAVRAS, de acordo com a Gramática Geral irei tratar com mais calma de cada categoria. Seguindo a lista da lição anterior, vamos começar pelo grupo das ...

Ver mais

Simples assim
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Simples assim Excelência em Educação Dia 10 de agosto, compareci a um evento muitíssimo interessante. Estimulado pela chamada do convite eletrônico – Avanços na educação pública: o que podemos ...

Ver mais

Cafezinho 205 – Agrotóxicos – melhor seria não usar V
Cafezinho 205 – Agrotóxicos – melhor seria não usar V
O problema do agrotóxico no Brasil não é dos ...

Ver mais

Cafezinho 204 – Agrotóxicos – melhor seria não usar IV
Cafezinho 204 – Agrotóxicos – melhor seria não usar IV
Ainda existe hoje uma cultura, muito estimulada por ...

Ver mais

Cafezinho 203 – Agrotóxicos – melhor seria não usar III
Cafezinho 203 – Agrotóxicos – melhor seria não usar III
Quem é o idiota que quer deliberadamente envenenar seus ...

Ver mais

Cafezinho 202 – Agrotóxicos – melhor seria não usar II
Cafezinho 202 – Agrotóxicos – melhor seria não usar II
Se não bastassem as dificuldades para comprar, ...

Ver mais

O esperto

O esperto

Luciano Pires -

Essas coisas de sincronicidade são mesmo perturbadoras, não é? Estou lançando uma série de podcasts sobre “propósito”, e o mais recente é o 494 – O bom propósito, onde dou continuidade ao assunto de um programa anterior no qual falei da necessidade de se encontrar um propósito para pavimentar nossa estrada da vida. No 494 eu pergunto: mas será que encontrar um propósito basta? Ou é preciso discutir que tipo de propósito nos serve?

Mergulho então numa discussão sobre moral e ética, lá pelas tantas indo nesta linha: “Se você está pensando em seu propósito de vida, já é um adulto e percebe que tem padrões éticos e morais, digamos, flexíveis, terá uma luta difícil para mudar daqui em diante. Se você cresceu num ambiente onde se acredita que achado não é roubado, por exemplo, estará inclinado a pensar assim para o resto da vida. Se aprendeu que é na porrada que vai conquistar o que quer, tem grandes chances de se tornar alguém como o bandido lá do filme (que citei no programa). Pode até não ser tão perigoso, mas os padrões éticos estão lá: vale tudo para conquistar seu propósito. Mudar um valor ético ou moral depois de adulto exige profunda reflexão, força de vontade e uma capacidade imensa daquilo que chamei em outro programa “outrospecção”. Colocar-se no lugar do outro. Acredite: colocar-se no lugar do outro é a parte mais difícil.”

Pois bem, ao mesmo tempo em que eu escrevia e gravava esse programa, descobri que fiz uma bobagem imensa e não coloquei crédito num chip pré pago da operadora Oi que eu utilizava exclusivamente para o whatsapp do Podcast Café Brasil. É por ali que chegam as mensagens de voz dos ouvintes, que uso nos programas. É fascinante. Mas como não coloquei crédito, a Oi disponibilizou o chip para venda e um sujeito comprou. Um tal de Elias. Pagou 10 reais no chip. Minha produtora ligou para ele, explicou o caso e ofereceu 50 reais no chip. Ele não aceitou, mas acessou o Portal Café Brasil para dar uma olhada. E mandou mensagem pelo Facebook pedindo 1000 reais pelo chip.

Entendeu? Pagou 10 reais e cresceu o olho quando viu o Portal e o Podcast, achando que dava para levar vantagem. Pediu 1000 reais pelo chip. E eu gravando um programa onde falava de “colocar-se no lugar do outro”…

Entrei em contato, expliquei o caso, ofereci um pouco mais, mas não teve jeito. A resposta foi:

– Arruma os 1000 vc consegue.

Bem, em vez dos 1000, arrumei outro número para o whatsapp. O processo de mudança trará uma inconveniência gigantesca, centenas de ouvintes, até serem avisados, vão continuar mandando mensagens para o número antigo, vamos perder um tempo imenso reeditando programas e republicando… por causa do Elias, o esperto.

Infelizmente, gente como ele existe aos montes, e seu comportamento explica a pindaíba em que o Brasil está. O Elias é igual aos bandidos que meteram a mão na Petrobras, aos que desviaram dinheiro da merenda escolar, aos que diariamente roubam o dinheiro público. Pode até não ser tão perigoso, mas os padrões éticos estão lá. Se um dia estiver na mesma posição dos bandidões, provavelmente se comportará como eles.

O Elias aprendeu em casa que o negócio é levar vantagem em tudo, e assim pauta sua vida. Provavelmente ensinará o mesmo a seus filhos. Azar seu se tiver contato com eles…

São brasileiros como o Elias, o esperto, que me deixam com dúvidas sobre o futuro.