Artigos Café Brasil
1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

Os Podcasts Café Brasil Musicais
Os Podcasts Café Brasil Musicais
Música é uma de nossas grandes paixões, por isso de ...

Ver mais

#DicaNetFlix Trotsky
#DicaNetFlix Trotsky
É uma série de terror. Tem assassinos em série, ...

Ver mais

Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Se você se aproximar do Café Brasil, prepare-se para ...

Ver mais

666 – O diabo é o pai do rock
666 – O diabo é o pai do rock
Existem dezenas de explicações para o 666 ser chamado ...

Ver mais

665 – O Vale
665 – O Vale
A trilha para o sucesso envolve trabalho duro e ...

Ver mais

664 – Sobre lagartas e borboletas
664 – Sobre lagartas e borboletas
Cara, como mudar é difícil... perder peso...manter ...

Ver mais

663 – A crisálida
663 – A crisálida
A maturidade entende que existe a escuridão no mundo, ...

Ver mais

LíderCast 154 – Diógenes e Michelle Cezila
LíderCast 154 – Diógenes e Michelle Cezila
Empreendedores brasileiros, que se mudam para os ...

Ver mais

LíderCast 153 – Rafael Bernardes
LíderCast 153 – Rafael Bernardes
Empreendedor em TI, que capacita outros profissionais ...

Ver mais

LíderCast 152 – Lucia Moyses
LíderCast 152 – Lucia Moyses
Escritora, psicóloga e neuropsicóloga, um papo sobre ...

Ver mais

LíderCast 151 – Irineu Toledo
LíderCast 151 – Irineu Toledo
Radialista, uma das vozes mais marcantes e conhecidas ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Bolsonaro errou, mas nem tanto
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Bolsonaro fala demais, e sem freios. Não faz a necessária reflexão prévia. Ele precisa lembrar, urgentemente, que não é mais deputado nem está no balcão do boteco. O cargo que ocupa merece todo o ...

Ver mais

TRIVIUM: CAPITULO 2 – DIMENSÕES LÓGICA E PSICOLÓGICA DA LINGUAGEM (parte 8)
Alexandre Gomes
  Eu prometo que esse segundo capítulo vai acabar! Acho que terá umas 12 partes… Mas vamos lá! De volta à diversão. É claro que a linguagem tem aspectos LÓGICOS e PSICOLÓGICOS, veja ...

Ver mais

O Brasil da TV Globo, do Whatsapp e as manifestações do dia 26/05
Carlos Nepomuceno
RESUMO DA LIVE: LIVE COMPLETA: https://web.facebook.com/carlos.nepomuceno/videos/10157340715398631 LINKS DAS OUTRAS LIVES: ...

Ver mais

Eu não acredito na democracia moderna
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Eu não acredito na democracia representativa moderna. * * * Concordo com Schumpeter: no modelo de democracia do século XX, os indivíduos comuns são simplesmente consumidores de produtos políticos ...

Ver mais

Cafezinho 179 – Correndo riscos
Cafezinho 179 – Correndo riscos
Somos capazes de milagres quando parece que nada mais ...

Ver mais

Cafezinho 178 – O Exorcista
Cafezinho 178 – O Exorcista
O Brasil está sofrendo um imenso exorcismo, e o demônio ...

Ver mais

Cafezinho 177 – Os monstros da negatividade 3
Cafezinho 177 – Os monstros da negatividade 3
A negatividade tem suas raízes no medo de ser ...

Ver mais

Cafezinho 176 – Gostou? Compartilhe.
Cafezinho 176 – Gostou? Compartilhe.
Gostou? Compartilhe! Só assim, fazendo a nossa parte, ...

Ver mais

O fator Merlin

O fator Merlin

Luciano Pires -

Quem tem mais de 50 anos certamente foi impactado pela animação A espada Era a Lei, lançada pela Disney em 1963 e baseada num livro de 1938 que contava a história do cavalariço Arthur que, ao tirar uma espada encravada em uma pedra, torna-se o Rei Arthur da Inglaterra. Foi aquela animação que apresentou ao mundo duas personagens adoráveis: o Mago Merlin e a bruxa Madame Min, quem não se lembra? Merlin foi o mentor de Arthur e era muito conhecido por sua habilidade de prever o futuro.

A lenda do rei Arthur é repleta de passagens que permitem tirar lições valiosas. Não aparece naquele desenho animado, mas diz a lenda que o garoto Arthur, meio perdido na floresta, chega por acaso à casa do Mago Merlin onde vai encontra-lo pela primeira vez. Convidado a entrar, Arthur se surpreende ao ver um lugar preparado para ele na mesa.

Reparando na surpresa do garoto, Merlin diz:

– Ah, sim… Como é que eu sabia que você viria? Bem, as pessoas normais nascem vivendo o tempo de trás para frente, sempre avançando. E tudo no mundo funciona assim: sempre seguindo com tempo para frente. Isso faz com que a vida seja mais fácil de ser vivida. Mas desgraçadamente, eu nasci na extremidade errada do tempo, e fui condenado a vive-lo de frente para trás, rodeado de um monte de gente vivendo de trás pra frente…

Veja que metáfora maravilhosa. O que para uma pessoa normal era o futuro, para Merlin era passado. E veio daí o Fator Merlin, nome de um livro de Charles E. Smith que usa a lenda de Arthur para falar de liderança nas organizações. O que o primeiro encontro de Arthur com Merlin nos ensina, e que Charles Smith batizou de Fator Merlin, é a importância da capacidade de analisar o potencial do momento presente a partir da perspectiva de um ponto no futuro. Quando você consegue ter uma visão clara de onde quer estar no futuro, quando consegue visualizar o contexto, as relações, os objetivos, as dificuldades que encontrou para chegar lá, antes de chegar lá, você age como uma espécie de Mago Merlin: olha a vida lá do futuro em direção ao passado e assim antecipa movimentos, escolhas, consequências e cada degrau que precisa ser vencido para chegar até onde você deseja chegar.

Esse é um exercício precioso, ao qual pouca gente se dedica por achar que olhar para o futuro não passa de sonhar. E o que serão sonhos além de bobagens?

Pois é. Eu no entanto, acho que sonhos podem ser das coisas mais sérias em nossas vidas. Um sonho que coloque você numa posição lá no futuro que não seja uma coisa absolutamente inalcançável, pode se tornar algo sério se você tomar algumas pequenas providências. A primeira é colocar uma data nele. Um sonho com data muda de nome, vira meta. E daí dá para fazer um plano de ação. E aquela bobagem chamada sonho, se torna base para um plano que, mesmo inconscientemente, passa a guiar suas ações, a provocar acontecimentos, a fazer com que você experimente a serendipidade.

Serendipidade tem sua origem em “Os três Príncipes de Serendipe” um conto árabe que traz a história de três príncipes que, quando viajavam, faziam por acidente descobertas de coisas agradáveis que não estavam procurando. Tratei disso no podcast Café Brasil 430 http://www.portalcafebrasil.com.br/podcasts/430-serendipidade/

Pois bem. Arhur encontrou Merlin num lance de serendipidade. Eu encontrei o Fator Merlin num lance de serendipidade. Buscando algumas ideias sobre inovação na educação, trombei com o conceito por acaso e ele me abriu uma janela imensa para abordar temas como “propósito”, “visão”, “liderança” e “gestão”.

E aí apresento o conceito aqui para você. Se bobear, ouvirei:

– Pô Luciano, que sorte…

Não foi sorte, foi de propósito. Só que eu não sabia.