Artigos Café Brasil
Brazilian Rhapsody
Brazilian Rhapsody
O pessoal da Chinchila fez uma paródia de Bohemian ...

Ver mais

O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts traz informações ...

Ver mais

Bandidos Na TV
Bandidos Na TV
Assisti Bandidos Na Tv, nova série na NetFlix, que ...

Ver mais

1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

682 – LíderCast 13
682 – LíderCast 13
É isso que é o LíderCast. Uma homenagem a quem ...

Ver mais

681 – Agrotóxicos: remédio ou veneno
681 – Agrotóxicos: remédio ou veneno
Agrotóxicos surgiram na Segunda Guerra Mundial, para ...

Ver mais

680 – Nova Previdência 2
680 – Nova Previdência 2
A Nova previdência é o primeiro passo para colocar o ...

Ver mais

679 – Será que acordamos?
679 – Será que acordamos?
Adalberto Piotto apresenta o programa Cenário Econômico ...

Ver mais

LíderCast 169 – Marília Guimarães e Eduardo Dantas
LíderCast 169 – Marília Guimarães e Eduardo Dantas
Marilia Guimarães e Eduardo Dantas – a dupla ...

Ver mais

LíderCast 168 – Pedro Hipólito
LíderCast 168 – Pedro Hipólito
CEO da Five Thousand Miles, empresa portuguesa que se ...

Ver mais

LíderCast 167 – João Kepler
LíderCast 167 – João Kepler
Especialista em empreendedorismo, startups, marketing e ...

Ver mais

LíderCast 166 – Juliana e Abbey Alabi
LíderCast 166 – Juliana e Abbey Alabi
O Abbey é um imigrante africano, que chegou ao Brasil ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Por que Bolsonaro exagera?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Como se já não enfrentássemos todos os problemas possíveis – e mais uns imaginados – Bolsonaro parece se esforçar para piorar os reais e parir os imaginários. Por qual razão o ...

Ver mais

TRIVIUM: CAPÍTULO 3 – CARACTERÍSTICAS GRAMATICAIS DOS SUBSTANTIVOS (parte 3)
Alexandre Gomes
Até agora mostrei maneiras um pouco diferentes de se ver um SUBSTANTIVO. Usando um tanto de Lógica e  Filosofia para explicar SUBSTANTIVOS e ADJETIVOS. E só para te lembrar: toda a Realidade é ...

Ver mais

Viva Narciso
Jota Fagner
Origens do Brasil
A nossa vaidade nos impede de construir um ambiente mais tolerável A palavra “insentão”, popularizada nos últimos anos, serve para classificar a pessoa que não se deixa iludir pelo canto da ...

Ver mais

O hábito da leitura e seu impacto no desenvolvimento
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O hábito da leitura e seu impacto no desenvolvimento  “A leitura é a chave para se ter um universo de ideias e uma tempestade de palavras.” Eduarda Taynara Gonçalves Pereira  (ex-aluna da EEEP ...

Ver mais

Cafezinho 211 – O crítico e o criativo
Cafezinho 211 – O crítico e o criativo
Basta uma olhada nos jornais televisivos diários para ...

Ver mais

Cafezinho 210 – Gosto médio
Cafezinho 210 – Gosto médio
Vida em sociedade implica no exercício diário da ...

Ver mais

Cafezinho 209 – Sobre fatos e desejos
Cafezinho 209 – Sobre fatos e desejos
Quem mostra a você o ato, conclui a intenção e sonega a ...

Ver mais

Cafezinho 208 – O Mas
Cafezinho 208 – O Mas
Preste atenção em quem usa o “mas” como desculpa ou ...

Ver mais

O pacto dos canalhas

O pacto dos canalhas

Luciano Pires -

No hangout de apresentação do Café Brasil Premium, que você pode assistir aqui: https://www.youtube.com/watch?v=WLYtRhk9YLI , aos cinco minutos apresento as Cinco Leis Fundamentais da Estupidez Humana, de Carlo Maria Cipolla, comentando que se a sociedade fosse toda composta de canalhas, estaria em harmonia. Se eu sei que você é um canalha, me protejo, se você sabe que eu sou um canalha, se protege.

O indivíduo que chega a um posto de poder nessa república que aí está tem perfeito conhecimento do ambiente em que circula, dos podres e, em alguma medida, se utiliza de “práticas não-republicanas”. Uns mais, outros menos, uns por ganância, outros por sede de poder, uns para enriquecer, outros para ter influência, mas todos utilizam. Quem não o faz é colocado para escanteio, perde influência, é deixado fora da festa, dos holofotes, das posições de poder.

Michel Temer, por exemplo, é raposa velha, conhece os bandidos pelo primeiro nome, navega em meio a esse ofidiário há décadas e só poderia ter sobrevivido se fosse cobra. O mesmo com Aécio e com outras figuras de proa que, para conviver em harmonia, fazem o Pacto dos Canalhas:

– Eu sei da sua sujeira, você sabe da minha, nós sabemos das sujeiras deles, eles sabem das nossas, mantemos em segredo. De quando em quando a gente briga, mas só até um limite. Se você me entregar, eu entrego você. Se você se comportar bem, dá pra levar uma vantagens aqui e ali. Eu sou amigo do Joesley!

E assim vão levando.

Às vezes surge alguém disposto a não fazer parte do pacto, mas é logo enquadrado ao perceber que terá vida curta, que não aprovará nenhum projeto, que jamais penetrará nos círculos do poder. O Pacto dos Canalhas é a base de toda a organização política dessa república que aí está. E não é de hoje.

Enquanto houver seres humanos, existirá um Pacto dos Canalhas. A corrupção é como o Clima: sempre esteve e sempre estará por aí, é inevitável, só podemos monitorá-lo e nos proteger de suas consequências. Isso exige esforço, tempo, recursos, dá um baita trabalho, mas não há outro jeito.

Lá na apresentação das Cinco Leis Fundamentais da Estupidez Humana, divido a sociedade entre Gente Ingênua, Gente Estúpida, Gente Sábia e Gente Canalha. Os canalhas são poucos, os sábios menos ainda, a maioria absoluta é composta de ingênuos e estúpidos. Canalhas e sábios não se espantaram com as revelações sobre Temer, Aécio e tantos outros. Só os ingênuos e os estúpidos ficaram espantados, e muitos continuam pelas redes sociais tentando provar que seus bandidos são melhores que os bandidos dos outros. Não são, são todos canalhas.

O Pacto só pode ser desestabilizado se alguma força maior se apresentar, que é exatamente o que acontece com a Lava Jato. É a ela que devemos nos apegar, para que vá às últimas consequências. E temos de entender que ela terá de usar canalhas para pegar canalhas! Estamos em meio a uma faxina gigantesca, espantados com a quantidade de ratos e baratas, mas é assim mesmo que funciona a limpeza. As sociedades que conseguiram migrar de um ambiente corrupto para um ambiente ético, conseguiram fazê-lo assim, com uma limpeza dolorida e a criação de instituições com regras éticas consistentes e com a punição clara e evidente para quem quebrá-las. Ver a Lava Jato implodir o Pacto dos Canalhas não deve ser motivo de desesperança, mas de orgulho.

Mas há outra forma de combate, que é compreender que são os ingênuos e os estúpidos que reelegem os canalhas.

Ingênuo, estúpido, canalha ou sábio.

Onde é que você se situa?