Artigos Café Brasil
1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

Os Podcasts Café Brasil Musicais
Os Podcasts Café Brasil Musicais
Música é uma de nossas grandes paixões, por isso de ...

Ver mais

#DicaNetFlix Trotsky
#DicaNetFlix Trotsky
É uma série de terror. Tem assassinos em série, ...

Ver mais

Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Se você se aproximar do Café Brasil, prepare-se para ...

Ver mais

666 – O diabo é o pai do rock
666 – O diabo é o pai do rock
Existem dezenas de explicações para o 666 ser chamado ...

Ver mais

665 – O Vale
665 – O Vale
A trilha para o sucesso envolve trabalho duro e ...

Ver mais

664 – Sobre lagartas e borboletas
664 – Sobre lagartas e borboletas
Cara, como mudar é difícil... perder peso...manter ...

Ver mais

663 – A crisálida
663 – A crisálida
A maturidade entende que existe a escuridão no mundo, ...

Ver mais

LíderCast 154 – Diógenes e Michelle Cezila
LíderCast 154 – Diógenes e Michelle Cezila
Empreendedores brasileiros, que se mudam para os ...

Ver mais

LíderCast 153 – Rafael Bernardes
LíderCast 153 – Rafael Bernardes
Empreendedor em TI, que capacita outros profissionais ...

Ver mais

LíderCast 152 – Lucia Moyses
LíderCast 152 – Lucia Moyses
Escritora, psicóloga e neuropsicóloga, um papo sobre ...

Ver mais

LíderCast 151 – Irineu Toledo
LíderCast 151 – Irineu Toledo
Radialista, uma das vozes mais marcantes e conhecidas ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Bolsonaro errou, mas nem tanto
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Bolsonaro fala demais, e sem freios. Não faz a necessária reflexão prévia. Ele precisa lembrar, urgentemente, que não é mais deputado nem está no balcão do boteco. O cargo que ocupa merece todo o ...

Ver mais

TRIVIUM: CAPITULO 2 – DIMENSÕES LÓGICA E PSICOLÓGICA DA LINGUAGEM (parte 8)
Alexandre Gomes
  Eu prometo que esse segundo capítulo vai acabar! Acho que terá umas 12 partes… Mas vamos lá! De volta à diversão. É claro que a linguagem tem aspectos LÓGICOS e PSICOLÓGICOS, veja ...

Ver mais

O Brasil da TV Globo, do Whatsapp e as manifestações do dia 26/05
Carlos Nepomuceno
RESUMO DA LIVE: LIVE COMPLETA: https://web.facebook.com/carlos.nepomuceno/videos/10157340715398631 LINKS DAS OUTRAS LIVES: ...

Ver mais

Eu não acredito na democracia moderna
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Eu não acredito na democracia representativa moderna. * * * Concordo com Schumpeter: no modelo de democracia do século XX, os indivíduos comuns são simplesmente consumidores de produtos políticos ...

Ver mais

Cafezinho 179 – Correndo riscos
Cafezinho 179 – Correndo riscos
Somos capazes de milagres quando parece que nada mais ...

Ver mais

Cafezinho 178 – O Exorcista
Cafezinho 178 – O Exorcista
O Brasil está sofrendo um imenso exorcismo, e o demônio ...

Ver mais

Cafezinho 177 – Os monstros da negatividade 3
Cafezinho 177 – Os monstros da negatividade 3
A negatividade tem suas raízes no medo de ser ...

Ver mais

Cafezinho 176 – Gostou? Compartilhe.
Cafezinho 176 – Gostou? Compartilhe.
Gostou? Compartilhe! Só assim, fazendo a nossa parte, ...

Ver mais

Oito ou oitenta

Oito ou oitenta

Luciano Pires -

Recebo um recado muito interessante de um ouvinte lá do Pará. Olhe só:

“Boa tarde Luciano, sou um ouvinte assíduo do seu podcast, o Café Brasil, e há algum tempo escutei um comentário seu a respeito da culpa do patrocinador do entretenimento pocotó, tal como o Big Brother. Todavia, sou um patrocinador desses eventos, sou um empresário dono de supermercado e não escolho outras mídias por um motivo simples, elas não trazem retorno similar. Então eu lhe pergunto: como você vê a situação do empresário que possui recursos limitados e precisa escolher certo? No meu caso em particular, possuo verba limitada e ação limitada, pois sou uma empresa tradicional, daquelas que o cliente vem e faz a feira do mês. Já pensei em atitudes como sopão ou patrocínio de eventos locais, entretanto, além de não dar o retorno igual à mídia pocotó, elas não são sustentáveis, não é um marketing social verdadeiro, pois a meu ver, quando eu me retirar, o projeto morre. Essa é a situação que me deparo, como ser lucrativo e ao mesmo tempo ser responsável.”

Respondi assim: “Compreendo perfeitamente seu dilema. Quando estive à frente do departamento de MKT de uma multinacional tive o mesmo dilema. Sofria quando tinha que autorizar propostas de veiculação nas mídias pocotós que os especialistas das agências de propaganda traziam. Como resolvi isso? Defini um dia que alocaria x% da verba em projetos de desenvolvimento cultural, que eu sabia que dariam pouco ou até nenhum retorno direto. Se a verba para os pocotós subia, o valor absoluto representado por aqueles x% também subia. E assim consegui patrocinar dezenas de projetos legais, lancei autores, distribuí conteúdos, lancei livros, CDs, sites, etc.

Quando visito meus potenciais patrocinadores costumo dizer: “Em vez de investir R$ 4 milhões na Rede Globo, invistam R$ 3,8 milhões. E botem R$ 200 mil no Café Brasil, pô!” Esses 200 mil não farão nenhuma diferença na campanha deles, mas podem ser o futuro do Café Brasil.

Veja este exemplo bobo: se sua verba é R$ 10.000, dedique R$ 500 para um projeto que valha a pena. Encontre uma ONG ou algo parecido e aproxime-se deles. 12 meses de R$ 500 serão R$ 6.000… E projetos que custam 10 mil podem ser feitos com 9,5 mil… E assim vai. Não resolve o problema, mas esses 5% que são pouco para você, talvez sejam tudo que aquela ONG precisa.

Neste mundo de extremos, é comum achar que é tudo ou nada, que é oito ou oitenta, mas não precisa ser assim. Quem pensa dessa forma só lidará com confrontos, gastando mais energia que o necessário.
Comece com oito. Ele pode ser oitenta pra muita gente.”

Ele agradeceu e seguimos em frente.

Acho que vai acontecer alguma coisa lá em Paragominas…

Luciano Pires