Iscas Intelectuais
Brazilian Rhapsody
Brazilian Rhapsody
O pessoal da Chinchila fez uma paródia de Bohemian ...

Ver mais

O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts traz informações ...

Ver mais

Bandidos Na TV
Bandidos Na TV
Assisti Bandidos Na Tv, nova série na NetFlix, que ...

Ver mais

1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

682 – LíderCast 13
682 – LíderCast 13
É isso que é o LíderCast. Uma homenagem a quem ...

Ver mais

681 – Agrotóxicos: remédio ou veneno
681 – Agrotóxicos: remédio ou veneno
Agrotóxicos surgiram na Segunda Guerra Mundial, para ...

Ver mais

680 – Nova Previdência 2
680 – Nova Previdência 2
A Nova previdência é o primeiro passo para colocar o ...

Ver mais

679 – Será que acordamos?
679 – Será que acordamos?
Adalberto Piotto apresenta o programa Cenário Econômico ...

Ver mais

LíderCast 169 – Marília Guimarães e Eduardo Dantas
LíderCast 169 – Marília Guimarães e Eduardo Dantas
Marilia Guimarães e Eduardo Dantas – a dupla ...

Ver mais

LíderCast 168 – Pedro Hipólito
LíderCast 168 – Pedro Hipólito
CEO da Five Thousand Miles, empresa portuguesa que se ...

Ver mais

LíderCast 167 – João Kepler
LíderCast 167 – João Kepler
Especialista em empreendedorismo, startups, marketing e ...

Ver mais

LíderCast 166 – Juliana e Abbey Alabi
LíderCast 166 – Juliana e Abbey Alabi
O Abbey é um imigrante africano, que chegou ao Brasil ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Por que Bolsonaro exagera?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Como se já não enfrentássemos todos os problemas possíveis – e mais uns imaginados – Bolsonaro parece se esforçar para piorar os reais e parir os imaginários. Por qual razão o ...

Ver mais

TRIVIUM: CAPÍTULO 3 – CARACTERÍSTICAS GRAMATICAIS DOS SUBSTANTIVOS (parte 3)
Alexandre Gomes
Até agora mostrei maneiras um pouco diferentes de se ver um SUBSTANTIVO. Usando um tanto de Lógica e  Filosofia para explicar SUBSTANTIVOS e ADJETIVOS. E só para te lembrar: toda a Realidade é ...

Ver mais

Viva Narciso
Jota Fagner
Origens do Brasil
A nossa vaidade nos impede de construir um ambiente mais tolerável A palavra “insentão”, popularizada nos últimos anos, serve para classificar a pessoa que não se deixa iludir pelo canto da ...

Ver mais

O hábito da leitura e seu impacto no desenvolvimento
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O hábito da leitura e seu impacto no desenvolvimento  “A leitura é a chave para se ter um universo de ideias e uma tempestade de palavras.” Eduarda Taynara Gonçalves Pereira  (ex-aluna da EEEP ...

Ver mais

Cafezinho 211 – O crítico e o criativo
Cafezinho 211 – O crítico e o criativo
Basta uma olhada nos jornais televisivos diários para ...

Ver mais

Cafezinho 210 – Gosto médio
Cafezinho 210 – Gosto médio
Vida em sociedade implica no exercício diário da ...

Ver mais

Cafezinho 209 – Sobre fatos e desejos
Cafezinho 209 – Sobre fatos e desejos
Quem mostra a você o ato, conclui a intenção e sonega a ...

Ver mais

Cafezinho 208 – O Mas
Cafezinho 208 – O Mas
Preste atenção em quem usa o “mas” como desculpa ou ...

Ver mais

A caneta Bic e o novo presidente

A caneta Bic e o novo presidente

Mauro Segura - Transformação -

Dizem que são os pequenos detalhes que fazem os grandes momentos.

No dia 1/1/2019, no momento da assinatura do termo de posse dos novos ministros, o rapaz do cerimonial chegou perto do novo presidente e ofereceu uma caneta especial para assinatura do livro. Afinal, aquele era um momento histórico. O presidente disse que estava tudo bem, que não precisava dela e que iria usar a caneta que tinha no bolso. Aí o presidente sacou uma caneta Bic para assinar o livro histórico. E assim se sucedeu a cerimônia com os 22 ministros recém nomeados. Todos iam lá e assinavam o livro de posse com uma vistosa caneta Bic azul.

Duas horas antes, no Congresso Nacional, havia rolado a cerimônia de posse do novo presidente. Algo me chamou a atenção, que provavelmente passou desapercebido pela maioria das pessoas. Com poucos minutos do início do evento, ao mesmo tempo que as autoridades discursavam em um dos momentos mais importantes do ano para a história nacional, entraram os garçons para servir as autoridades da mesa, inclusive o novo presidente. Os garçons assumiram o protagonismo no “palco” do Congresso Nacional, circulando entre os discursos, servindo água em copos de vidro, saindo e entrando para servir café em xícaras, indo e voltando para recolherem xícaras vazias, e assim seguiram.

Aqui tenho uma pergunta: Para que servir café e água em uma cerimônia curta, de grande evidência nacional, onde as autoridades discursavam? Essa pergunta pode ter várias respostas, mas uma delas é porque servir cafezinho para autoridades discursando dentro do parlamento é o cotidiano deles. Aquele ambiente sempre funcionou assim. Portanto, nada demais ter o fato se repetindo na cerimônia de posse do novo presidente.

A caneta Bic nas mãos do presidente assinando um livro histórico confronta com a imagem dos garçons no Congresso Nacional servindo água e café durante os discursos.

Minha experiência de longa data em grandes organizações mostra que grandes mensagens vêm em pequenas doses e estão nos pequenos detalhes e atitudes. O desafio do novo presidente não é apenas atuar nas grandes causas, mas também no invisível, naquilo que está lá e muitas vezes nós não vemos… é na caneta Bic e no cafezinho. O novo executivo precisará estar atento aos detalhes para transformar o país. As mensagens são dadas pelas nossas atitudes no dia a dia. O cotidiano diz mais do que imaginamos. Isso vale para o governo, para as empresas e para nós, seres humanos. Que venha 2019.

Ver Todos os artigos de Mauro Segura