Iscas Intelectuais
Bandidos Na TV
Bandidos Na TV
Assisti Bandidos Na Tv, nova série na NetFlix, que ...

Ver mais

1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

Os Podcasts Café Brasil Musicais
Os Podcasts Café Brasil Musicais
Música é uma de nossas grandes paixões, por isso de ...

Ver mais

#DicaNetFlix Trotsky
#DicaNetFlix Trotsky
É uma série de terror. Tem assassinos em série, ...

Ver mais

670 – A nova Previdência
670 – A nova Previdência
No dia 12 de Junho fomos à Brasília e, no Ministério da ...

Ver mais

669 – Fora da Caixa 2
669 – Fora da Caixa 2
Você não precisa inventar a lâmpada para ser original. ...

Ver mais

668 – Fora da caixa
668 – Fora da caixa
Não é fácil hoje em dia ter uma ideia original, ...

Ver mais

667 – Ajuda, por favor
667 – Ajuda, por favor
Toda mudança implica em incomodação. Se não incomoda, ...

Ver mais

LíderCast 157 – Marcel Van Hattem
LíderCast 157 – Marcel Van Hattem
Marcel Van Hattem é um jovem Deputado Federal pelo ...

Ver mais

LíderCast 156 – Karina Oliani e Carlos Morey
LíderCast 156 – Karina Oliani e Carlos Morey
Aproveitando que o Everest está sendo discutido na ...

Ver mais

LíderCast Temporada 12
LíderCast Temporada 12
Vem aí a Temporada 12 do LíderCast, que será lançada na ...

Ver mais

LíderCast 155 – Emilio Dantas Costa
LíderCast 155 – Emilio Dantas Costa
Servidor público de carreira, que a partir das ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

TRIVIUM: CAPITULO 2 – AMBIGUIDADE DA LINGUAGEM (parte 10)
Alexandre Gomes
Já que uma PALAVRA é um SÍMBOLO, um SIGNO ARBITRÁRIO ao qual é imposto um significado por convenção, é natural que esteja sujeita (a palavra) à AMBIGUIDADE. E isso pode surgir de alguns pontos: ...

Ver mais

O salário do professor brasileiro é um dos mais baixos do mundo
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Matéria de ontem no jornal O Globo nos lembra um fato que é amplamente reconhecido: os professores brasileiros estão entre os que recebem os menores salários no mundo inteiro. Em relação aos ...

Ver mais

As cigarras, as formigas e o tal do viés ideológico
Carlos Nepomuceno
RESUMO DA LIVE: LIVE COMPLETA.

Ver mais

Komsomol brasileiro
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Um dos métodos mais eficazes para garantir a lavagem cerebral nos jovens de tenra idade (muitas vezes órfãos, vítimas da guerra ou dos pavorosos assassinatos em massa ordenados por Stalin) na ...

Ver mais

Cafezinho 188 – O coeficiente de trouxidão
Cafezinho 188 – O coeficiente de trouxidão
É seu coeficiente de trouxidão, com a suspensão ...

Ver mais

Cafezinho 187 – Quem merece seu tempo de vida
Cafezinho 187 – Quem merece seu tempo de vida
Meu tempo de vida está sendo enriquecido ou só desperdiçado?

Ver mais

Cafezinho 186 – A disciplina intelectual
Cafezinho 186 – A disciplina intelectual
Na definição dos dicionários, disciplina é o conjunto ...

Ver mais

Cafezinho 185 – O princípio Eisenhower
Cafezinho 185 – O princípio Eisenhower
Dê uma olhada nas pautas em discussão nas mídias. Veja ...

Ver mais

TRIVIUM: CAP.2 – AS DEZ CATEGORIAS DO SER (parte 6)

TRIVIUM: CAP.2 – AS DEZ CATEGORIAS DO SER (parte 6)

Alexandre Gomes -

Eu tenho que ser sincero com você guria (ou velhinho…) esta parte do segundo capítulo será bem chata, pois iremos tratar de algo realmente formal e de certa forma, burocrático: as Dez Categorias do Ser, de acordo com Aristóteles.

Em linhas gerais, as Dez Categorias tratam de qualquer ser (ente ou objeto), desde seu nome (substância) até todas as suas características possíveis (predicados). Talvez você já se recorde das aulas de Gramática no Ginásio e Científico. Afinal, não tem como não pensar em substantivo e predicado, certo? Tem certa semelhança sim, pois a primeira categoria do ser é a sua substância, e as outras nove são predicados daquela substância. Então vamos a elas, com alguns exemplos básicos. Prometo ser breve.

  1. Substância: é o que existe em si mesmo; por exemplo: homem, pedra;
  2. Quantidade: bem evidente, certo? Mas vale também para algo mais que o número da mesma coisa. Por exemplo, alto é uma característica de quantidade – pois subentende mais centímetros, ou metros, que outro ser da mesma espécie;
  3. Qualidade: relacionado a natureza ou forma de uma substância. É o que está mais próximo da ideia de adjetivo da Gramática. Por exemplo: escuro, branco, inteligente
  4. Relação: é a referência que um objeto (substância ou acidente) com outro. Algo como: à sua direita, prima de Carlos;
  5. Ação: é o exercício das faculdades, ou do poder, de uma substância, de modo a produzir um efeito em si mesma ou em outro objeto. Exemplo: apertar um botão, mover uma pedra (perceba que o foco está no verbo – que é o tipo de palavra que expressa justamente uma ação);
  6. Paixão: é o inverso da anterior. É a recepção (de uma substância) da ação de um agente exterior. Por exemplo: ser convidado para um baile, foi assaltado. Note que a substância é o alvo de uma ação de outra substância.
  7. Quando: aqui se trata da posição em relação ao curso de eventos externos e que mede a duração de uma substância. Como no caso: tarde de domingo;
  8. Onde: é a posição em relação aos corpos que circundam a substância (à diferença do anterior, que o critério base era o tempo, aqui o critério é o espaço). Exemplo: um banco à margem do lago, a poltrona no canto da sala;
  9. Postura: é a posição relativa que as partes de uma substância têm quanto às outras e vice-versa. Exemplo: sentado, inclinado para trás;
  10. Estado (ou Hábito, Posse): é a situação ou condição que distingue um indivíduo, ou grupo, de outros indivíduos e grupos. É um tanto besta, mas essa condição pode ser o vestuário, ornamentos, armas, etc. o objetivo desta característica é destacar o predicado que diferencia um indivíduo de outro. Pode até ser pelo sapato!

Perceba que essas Dez Características podem ser facilmente agrupadas em dois grupos: a Substância (primeira característica) separada de todas as outras, pois estas não podem existir sozinhas, uma vez que elas só podem ser notadas no sujeito – não existem por si só. Já a substância é necessária e é através dela que todas as outras características podem acontecer (ou ser percebidas).

 

Veja a figura acima, do Imperador D. Pedro II. Se formos usar a imagem para identificar as Dez Categorias do Ser nele, teremos:

  1. Substância: homem;
  2. Quantidade: um;
  3. Qualidade: caucasiano, idoso, gordo, barbudo;
  4. Relação: imperador do Brasil;
  5. Ação: posando para uma fotografia;
  6. Paixão: sendo fotografado por um fotógrafo;
  7. Quando: No final do século XIX, cerca de 1885;
  8. Onde: Paço de S. Cristóvão;
  9. Postura: sentado (em uma cadeira);
  10. Estado: fato completo (por fato, entenda: traje formal composto de casaca, calça e colete do mesmo tecido).

P.S. Para quem estranhou o termo “fato completo”, eu poderia ter usado “terno completo”, ou apenas “terno”. E não, terno não é a mesma coisa que paletó. Terno é o conjunto de três peças: paletó, colete e calça. Ou você esqueceu que no dominó, a parte da pedra com três pontos é chamada de terno?

 

Link da foto: http://brasilianafotografica.bn.br/brasiliana/handle/20.500.12156.1/2560

Ver Todos os artigos de Alexandre Gomes