Iscas Intelectuais
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Estamos protagonizando uma revolução nas mídias, com ...

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Um Podcast Café Brasil com quase três horas de duração ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

O fenômeno da fraude acadêmica no Brasil
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Existe um fenômeno curioso na cultura brasileira: a falsificação de credenciais acadêmicas. A mentira do novo ex-ministro da Educação, Carlos Decotelli, que afirma ter concluído um doutorado que ...

Ver mais

Pandemia ou misantropia?
Filipe Aprigliano
Iscas do Apriga
Mais importante que defender a sua opinião, é defender o direito de livre expressão e escolha.

Ver mais

Revisionismos e intolerância
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Revisionismos e intolerância “Sabemos que ninguém jamais toma o poder com a intenção de largá-lo. O poder não é um meio, é um fim em si. Não se estabelece uma ditadura com o fito de salvaguardar ...

Ver mais

Motivos de orgulho
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Motivos de orgulho Numa época repleta de dificuldades, pessimismo e más notícias como a que estamos vivendo em razão da pandemia de coronavírus e suas consequências sanitárias, econômicas, ...

Ver mais

Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Se você tem acesso a informações que outras pessoas não ...

Ver mais

Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Estamos assistindo a uma revolução na mídia, meus ...

Ver mais

Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Se você vê algum valor em nosso trabalho, acesse ...

Ver mais

Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Não coloque a distribuição do seu trabalho nas mãos das ...

Ver mais

Resumo da Aula 3 do Curso On-line de Filosofia (COF)

Resumo da Aula 3 do Curso On-line de Filosofia (COF)

Eduardo Ferrari - Resumos e Artigos -

Continuando a série de resumos do COF, os principais pontos da aula de 2h38min serão apresentados em menos de 5 minutos de leitura, sempre com o objetivo de chamar a atenção do leitor para o valor inestimável do curso do Professor Olavo de Carvalho.

No início da terceira aula do COF, em 4 de abril de 2009, Olavo esclareceu que o exercício do necrológio deve ser refeito várias vezes ao longo da vida, com o intuito de avaliar permanentemente a trajetória em direção aos objetivos, além de ajustá-la ou alterá-la, se for o caso.

A partir da citação de São Tomás de Aquino, de que toda e qualquer regra moral é genérica e universal, e toda situação humana é concreta e particular, o professor destaca a importância de saber onde se quer chegar, de forma que o caminho possa ser trilhado confrontando-se os princípios de moralidade para o atingimento desse objetivo concreto com os princípios morais genéricos e universais socialmente aceitos.

Citando Eric Voegelin, filósofo que o professor considera como grande crítico da utilização de frases vazias de sentido, Olavo ressalta que estamos vivendo num mundo de apego a sentenças sem fundamento na realidade que são defendidas cegamente por serem consideradas sagradas, a exemplo da expressão “democracia integral”.

Os teóricos da democracia, de John Locke a John Rawls, conferem ao termo a ideia de equilíbrio de poderes, de forma que isoladamente cada esfera de poder não pode ser considerada democrática. Os poderes legislativo, judiciário e executivo, como também outros agentes como a cultura, a Igreja, os sindicatos e associações participam do jogo democrático, que se caracteriza justamente por esse equilíbrio sem que um prevaleça sobre os outros.

Assim, essa proporcionalidade dos poderes na democracia torna a expressão “democracia integral” incoerente pois é impossível algo ser proporcional e ao mesmo tempo integral!

O professor ressalta que a articulação entre como pensar e como perceber a realidade, ou entre a lógica e a experiência será tema recorrente ao longo de todo o curso, recomendando que do pensamento se faça o caminho inverso para a realidade.

Ao responder uma pergunta de um aluno, o professor menciona a importância do testemunho verdadeiro e cita a necessidade de adesão dos alunos a uma espécie de juramento de Hipócrates: ater-se ao máximo de honestidade possível, visto que não há “honestidade integral”.

O professor então passou o segundo exercício do COF, orientando o aluno a escrever com sua própria caligrafia um trecho de Louis Lavelle ditado por ele chamado Témoignage (Testemunho), disponível no apêndice do livro De l’Intimité spirituelle (Da intimidade espiritual), 1ª edição publicada pelas Edições Aubier, no ano de 1955.

O pequeno trecho de 8 linhas fala sobre uma espécie de transição entre momentos de iluminação e contentamento diante da vida e fases obscuras cheias de obstáculos. O professor então compara o conteúdo do referido trecho com a ideia inicial da aula de que as situações concretas e os seus dilemas morais específicos sempre se colocam frente a frente com a dimensão genérica e universal dos conceitos de moralidade.

Ao responder outra questão de um aluno, o professor ressalta a importância da consciência da morte para a filosofia e cita uma experiência em que Viktor Frankl, numa visita a uma prisão, teria aceitado a proposta do diretor de conversar com um detento que seria executado em questão de horas.

Frankl então disse ao condenado que não importava se ele viveria 5 minutos ou 50 anos, desde que utilizasse esse tempo fazendo algo que tivesse sentido para ele.

A respeito do voto de abstinência em matéria de opiniões, o professor esclareceu que o aluno deve evitar opiniões inúteis e abster-se da opinião que não esteja carregada com um material de experiência pessoal e cultural suficientes.

Menciona então, pela primeira vez no curso o conceito de status quaestionis, que consiste na identificação da origem histórica de uma questão, opinião ou posicionamento e quais teriam sido as etapas percorridas, as dificuldades encontradas ao longo do tempo e como a questão evoluiu até o momento atual.

Nesse início de curso, o professor respondeu várias questões de alunos que foram muito importantes para situá-los sobre o que se esperava deles ao longo e após o período de 4 a 5 anos inicialmente previstos de duração do COF, que hoje, lembremos, continua ativo após mais de 10 anos, com quase 500 aulas.

Vale muito a pena ser aluno do COF e poder assistir as aulas antigas em vídeo ou áudio, depois ler a transcrição completa, fazendo anotações num caderno, conforme o professor recomenda.

Aliás, a aula 483, do último sábado, 17 de agosto de 2019, com mais de uma hora de duração foi maravilhosa! O professor recomenda várias vezes ao longo do curso, que, ao iniciar o COF a qualquer momento, o ideal é assistir às aulas novas aos sábados e, ao longo da semana, ir ouvindo as aulas antigas, desde a primeira, na sequência.

Poe enquanto, é isso! Até a próxima aula.

Imagem de autoria de Rafael Medeiros

Ver Todos os artigos de Eduardo Ferrari