Iscas Intelectuais
Palestra O Meu Everest
Palestra O Meu Everest
Meu amigo Irineu Toledo criou um projeto chamado ...

Ver mais

Brazilian Rhapsody
Brazilian Rhapsody
O pessoal da Chinchila fez uma paródia de Bohemian ...

Ver mais

O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts traz informações ...

Ver mais

Bandidos Na TV
Bandidos Na TV
Assisti Bandidos Na Tv, nova série na NetFlix, que ...

Ver mais

688 – Doar órgãos é doar vida
688 – Doar órgãos é doar vida
A doação de órgãos é um ato de generosidade, é o ...

Ver mais

687 – A herança maldita
687 – A herança maldita
Uma apresentação, com números, do descompromisso, a ...

Ver mais

686 – O Meu Everest
686 – O Meu Everest
Em 2001 eu fiz talvez a maior viagem da minha vida. ...

Ver mais

685 – Entrevista no Ranking dos Políticos
685 – Entrevista no Ranking dos Políticos
O Ranking dos Políticos é uma iniciativa civil para ...

Ver mais

LíderCast 174 – Eduardo Albano
LíderCast 174 – Eduardo Albano
Diretor de conteúdo da Ubook, plataforma que está ...

Ver mais

LíderCast 173 – Henrique Prata
LíderCast 173 – Henrique Prata
O homem que fundou o Hospital do Câncer de Barretos, ...

Ver mais

LíderCast 172 – Paulo Vieira
LíderCast 172 – Paulo Vieira
Paulo Vieira está à frente da Next Academy, maior ...

Ver mais

LíderCast 171 – Fabiana Salles
LíderCast 171 – Fabiana Salles
Uma empreendedora que, a partir da criação de um ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Sem enredo
Chiquinho Rodrigues
Ainda bem que o U2 pegou um avião e foi pra puta-que-pariu! Eu já não aguentava mais, cara! Te juro que se eu visse o Bono Vox mais uma vez no Jornal Nacional ou na droga de um palanque qualquer ...

Ver mais

O melhor lugar da vida pra você usar a criatividade é na própria vida
Henrique Szklo
Muito se fala sobre a criatividade, mas a maioria não sabe exatamente para que serve, como utilizá-la, em que momento nem seu significado mais profundo. O número excepcional de atividades que ...

Ver mais

Nosso Pearl Harbor
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Quando o Japão atacou os Estados Unidos, em 1941, destruindo a base aeronaval de Pearl Harbor, o então presidente Franklin D. Roosevelt discursou no congresso, externando toda a sua revolta pelo ...

Ver mais

Destaques da Aula 5 do Curso on-line de Filosofia (COF)
Eduardo Ferrari
Resumos e Artigos
Lembremos que o objetivo dessa série é chamar atenção para o conteúdo do Curso On-line de Filosofia, que pode ser acessado na página do Seminário de Filosofia. Os principais destaques da aula de ...

Ver mais

Cafezinho 222 – Sobre princípios e pragmatismo
Cafezinho 222 – Sobre princípios e pragmatismo
Parece que está cada dia mais difícil tomar posição ...

Ver mais

Cafezinho 221 – Desemprego Qualificado
Cafezinho 221 – Desemprego Qualificado
A escassez de talentos está se transformando em ...

Ver mais

Cafezinho 220 – Mulheres gostosas fazem sexo e morrem no Everest
Cafezinho 220 – Mulheres gostosas fazem sexo e morrem no Everest
Assim como dinheiro atrai dinheiro, popularidade atrai ...

Ver mais

Cafezinho 219 – Brasil recusado na OCDE
Cafezinho 219 – Brasil recusado na OCDE
Para essa gente, o Brasil não pode dar certo.

Ver mais

Simples assim

Simples assim

Luiz Alberto Machado - Iscas Econômicas -

Simples assim

Excelência em Educação

Dia 10 de agosto, compareci a um evento muitíssimo interessante. Estimulado pela chamada do convite eletrônico – Avanços na educação pública: o que podemos aprender com o Ceará? – fui assistir à palestra da professora Ana Emília Dias Pinheiro, diretora da EEEP Lysia Pimentel Gomes, localizada em Sobral, no Ceará.

O evento foi promovido pelo Instituto Fernand Braudel de Economia Mundial que tem, como uma de suas principais atividades, o Programa Círculos de Leitura, do qual a EEEP Lysia Pimentel Gomes é uma das escolas parceiras.

O estado do Ceará vem desenvolvendo um trabalho diferenciado no panorama educacional brasileiro, com resultados que devem merecer ampla reflexão. Ano após ano, seus índices vêm melhorando em avaliações internas e externas, mostrando que é possível construir uma educação pública de qualidade, pautada pela alta expectativa de aprendizagem de seus alunos.

A Escola Lysia Pimentel Gomes foi destaque na última avaliação do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (em inglês: Programme for International Student Assessment – PISA), uma rede mundial de avaliação de desempenho escolar, realizado pela primeira vez em 2000 e repetido a cada três anos. É coordenado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), com vista a melhorar as políticas e resultados educacionais.

Na modalidade leitura, os alunos da escola de Sobral foram superados apenas pelos da Finlândia e Canadá, países que ocuparam colocações muito boas no ranking. Além de se orgulhar deste resultado, a EEEP Lysia Pimentel Gomes se orgulha de ter a maioria de seus alunos aprovados em importantes universidades públicas, alguns dos quais em cursos que se caracterizam por elevada concorrência na relação candidato/vaga.

Da exposição da diretora, chamaram-me especialmente a atenção os seguintes fatos:

  • todos os professores são contratados em regime de 40 horas;
  • o estudo é em tempo integral, estendendo-se das 7:00 às 16:40, com três refeições, doação da camiseta do uniforme e livros;
  • o envolvimento das famílias é fortemente estimulado por meio de uma série de atividades;
  • há colaboração voluntária de antigos alunos;
  • existe preocupação em oferecer boas instalações, com carteiras personalizadas, e mapa de salas, com alteração de lugares de acordo com as necessidades;
  • o processo de seleção leva em conta o histórico das notas dos últimos três anos dos que pleiteiam as vagas (850 candidatos em média por ano para 180 vagas);
  • os alunos são rigorosamente cobrados em quesitos como uso de uniforme, pontualidade e disciplina, além, evidentemente, de rendimento acadêmico, não podendo continuar na escola em caso de reprovação sucessiva.

Quando questionada sobre eventual resistência de alunos ou de seus pais à obediência dessas regras, a diretora não hesitou em afirmar que a escola pretende preparar não apenas bons estudantes, mas cidadãos aptos a atuarem em empresas ou instituições de ponta, onde a obediência às regras é exigência básica.

Faço questão de mencionar um exemplo dado por ela. Recentemente houve um caso grave de indisciplina. Um dos alunos colocou uma bomba caseira no banheiro feminino, esticando um barbante até uma distância considerável, de onde acendeu o referido barbante, provocando a detonação. Felizmente, o banheiro se encontrava vazio quando aconteceu a explosão.

Independentemente disso, a professora acionou imediatamente professores e inspetores de disciplina com o objetivo de identificar o aluno infrator. Uma vez conseguida a identificação, ela chamou os pais e informou que o aluno não poderia continuar na escola “por ter praticado um ato terrorista” que, felizmente, não teve consequências mais graves.  Reconhecendo a gravidade do ato cometido pelo filho, os pais aceitaram a penalidade sem maiores contestações.

Refletindo com calma depois do evento, cheguei à conclusão de que os resultados da EEEP Lysia Pimentel Gomes são decorrentes de uma filosofia clara e da atitude de uma verdadeira educadora, que exige responsabilidade de seus professores e colaboradores no exercício de suas respectivas funções, e também dos alunos, que devem corresponder fazendo a sua parte.

Creio ser a única forma possível de reverter um quadro preocupante, assim sintetizado recentemente por Eduardo Giannetti: “uns fingem que ensinam; outros fingem que aprendem; e tudo acaba em diploma”.

Confesso que lembrei com saudade dos tempos de estudante em que minha responsabilidade era constantemente cobrada tanto por meus pais como por meus professores, sem que disso tenha resultado qualquer trauma, síndrome ou espécie de depressão!!!

Ver Todos os artigos de Luiz Alberto Machado