Iscas Intelectuais
1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

Os Podcasts Café Brasil Musicais
Os Podcasts Café Brasil Musicais
Música é uma de nossas grandes paixões, por isso de ...

Ver mais

#DicaNetFlix Trotsky
#DicaNetFlix Trotsky
É uma série de terror. Tem assassinos em série, ...

Ver mais

Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Se você se aproximar do Café Brasil, prepare-se para ...

Ver mais

661 – A teoria do valor subjetivo
661 – A teoria do valor subjetivo
O mercado é o resultado da interação entre milhões de ...

Ver mais

660 – Na esquina da sua casa
660 – Na esquina da sua casa
Não espere que o Estado se preocupe com o indivíduo. O ...

Ver mais

659 – Empreendedorismo no Palco
659 – Empreendedorismo no Palco
Muitos anos atrás, acho que uns 20, fui convidado para ...

Ver mais

658 – Chá com a gente
658 – Chá com a gente
Este programa reproduz a edição especial do Podcast Chá ...

Ver mais

LíderCast 149 – Ronaldo Tenório
LíderCast 149 – Ronaldo Tenório
Empreendedor, que vem lá do nordeste para mudar a vida ...

Ver mais

LíderCast 148 – Bruno Busquet
LíderCast 148 – Bruno Busquet
CEO da Tupiniq,In Inside Out Agency e president do ...

Ver mais

LíderCast 147 – Sherlock Gomes
LíderCast 147 – Sherlock Gomes
Músico, um guitarrista e baixista excepcional cuja ...

Ver mais

LíderCast 146 – Cândido Pessoa
LíderCast 146 – Cândido Pessoa
Um intelectual, professor no Paradigma centro de ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Os polirretos
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Quando a esperteza é muita, come o dono, já dizia Tancredo Neves (1910-1985). Em tempos do politicamente correto, a onda mais ridícula desde a modinha do ioiô ou, quem sabe, fotografar comida,  é ...

Ver mais

Paciência, adjetivos e o amigo do amigo do papai….
Carlos Nepomuceno
RESUMO DA LIVE: LIVE COMPLETA: https://web.facebook.com/carlos.nepomuceno/videos/10157273773468631 LINKS DAS OUTRAS LIVES: ...

Ver mais

Criatividade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Criatividade: indispensável, mas ainda desconhecida “Existe criatividade sem inovação, mas não existe inovação sem criatividade”. Bill Shephard Dois fatores levaram-me a escrever este breve ...

Ver mais

TRIVIUM: CAP.2 – AS DEZ CATEGORIAS DO SER (parte 6)
Alexandre Gomes
Eu tenho que ser sincero com você guria (ou velhinho…) esta parte do segundo capítulo será bem chata, pois iremos tratar de algo realmente formal e de certa forma, burocrático: as Dez ...

Ver mais

Cafezinho 170 – Os monstros da negatividade II
Cafezinho 170 – Os monstros da negatividade II
Os monstros da negatividade são incapazes de ver ...

Ver mais

Cafezinho 169 – O silêncio das pedras
Cafezinho 169 – O silêncio das pedras
Há silêncios e silêncios. Há o silêncio das pedras. Há ...

Ver mais

Cafezinho 168 – O que nos define
Cafezinho 168 – O que nos define
O que nos define são os adversários que vencemos.

Ver mais

Cafezinho 167 – Monstros da negatividade
Cafezinho 167 – Monstros da negatividade
“O otimista é o pessimista bem informado”, lembra ...

Ver mais

Sucesso, Miséria e Capitalismo

Sucesso, Miséria e Capitalismo

Alessandro Loiola -

A Liberdade Econômica está realmente associada à melhor qualidade de vida e mais dinheiro no bolso dos cidadãos? Ou o discurso da Esquerda está certo e tudo que o capitalismo faz é oprimir os pobres e aumentar a miséria?

O sucesso no capitalismo não reflete exatamente a inteligência e o trabalho duro per se, mas a presença de qualidades valorizadas pelo mercado. Por isso, dentro do capitalismo, o sucesso não depende tanto de sua posição atual na hierarquia social ou de ser possuidor dos meios de produção, mas de possuir capacidades inatas e competências adquiridas com foco em sua utilidade e não no hedonismo.

Quando contemplam a estrutura pragmática do Capitalismo, os entusiastas do marxismo rapidamente rotulam o Capitalismo de injusto e opressor, e saem pregando aos quatro ventos que tal sistema, com sua ênfase no livre mercado, condena a maioria das pessoas à pobreza e à miséria.

Para tristeza destes entusiastas, sua metanarrativa vitimista não é corroborada pelos fatos:

Compilando-se dados da Heritage Foundation, do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional, observamos que o conjunto dos 20 Países com melhor classificação no índice de Liberdade Econômica (Hong Kong, Singapura, Nova Zelândia, Suíça, Austrália, Irlanda, Estônia, Reino Unido, Canadá, Emirados Árabes Unidos, Islândia, Dinamarca, Taiwan, Luxemburgo, Suécia, Geórgia, Países Baixos, Estados Unidos, Lituânia e Chile) apresenta um PIB em Paridade de Poder de Compra (PIB-PPC) de US$ 48.722 per capta e vivem em um IDH médio de 0,905.

Em contrapartida, o conjunto dos 20 Países com os piores indicadores de Liberdade Econômica (Sudão, Chade, República Centro-Africana, Angola, Equador, Suriname, Timor-Leste, Togo, Turcomenistão, Moçambique, Djibouti, Argélia, Bolívia, Zimbábue, Guiné Equatorial, Eritreia, República Democrática do Congo, Cuba, Venezuela e Coreia do Norte) apresenta um PIB-PPC de US$ 8.139 per capta e vivem em um IDH médio de 0,589.

Se o Capitalismo condena as pessoas à pobreza e à miséria, como pode a adesão à Liberdade Econômica (essencial ao capitalismo) resultar em um poder de compra quase seis vezes maior e uma qualidade geral de vida 53% melhor? Sim, algo errado não está certo na narrativa dos coletivistas, socialistas e comunistas…

Na verdade, a narrativa da esquerda nunca passou de construções ideológicas fantasiosas elaboradas com o intuito de distorcer a realidade dos fatos em uma miragem que permitisse a perpetuação de seu plano de poder. Nunca se tratou de combater a pobreza, a miséria ou a ignorância do povo. Era tudo pelo poder e apenas em nome do poder.

Ver Todos os artigos de Alessandro Loiola