Videocasts Café Brasil
Como decidi em quem votarei para Presidente
Como decidi em quem votarei para Presidente
Não sei se estou certo, não fui pela emoção, não estou ...

Ver mais

Democracia, Tolerância e Censura
Democracia, Tolerância e Censura
O que distingue uma democracia de uma ditadura é a ...

Ver mais

O dia seguinte
O dia seguinte
Com o aumento considerável do mercado de palestrantes ...

Ver mais

Fact Check? Procure o viés.
Fact Check? Procure o viés.
Investigar o que é verdade e o que é mentira - com base ...

Ver mais

634 – Me chama de corrupto, porra!
634 – Me chama de corrupto, porra!
Cara, que doideira é essa onda Bolsonaro que, se você ...

Ver mais

633 – Ballascast
633 – Ballascast
O Marcio Ballas, que é palhaço profissional, me ...

Ver mais

632 – A era da inveja
632 – A era da inveja
Uma pesquisa de 2016 sobre comportamento humano mostrou ...

Ver mais

631 – O valor de seu voto – Revisitado
631 – O valor de seu voto – Revisitado
Mais discussão de ano de eleição: afinal o que é o ...

Ver mais

LíderCast 127 – Lito Rodriguez
LíderCast 127 – Lito Rodriguez
Empreendedor, criador da DryWash, outro daqueles ...

Ver mais

LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
Empresário criativo e agora candidato a Deputado ...

Ver mais

LíderCast 125 – João Amoêdo
LíderCast 125 – João Amoêdo
Decidimos antecipar o LíderCast com o João Amoêdo ...

Ver mais

LíderCast 124 – Sidnei Alcântara Oliveira
LíderCast 124 – Sidnei Alcântara Oliveira
Segunda participação no LíderCast, com uma história que ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Nobel de Economia valoriza sustentabilidade e inovação tecnológica
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Nobel de Economia valoriza sustentabilidade e inovação tecnológica “Nossos filhos terão mais de quase tudo, com uma gritante exceção: eles não terão mais tempo. À medida que a renda e os salários ...

Ver mais

Ah, se os políticos usassem sua criatividade para o bem
Henrique Szklo
Tem gente que acha que os políticos não são corruptos. Nós é que somos certinhos demais. Já o meu amigo Rodriguez diz que o pior tipo de político é o honesto, porque, além de trouxa, é traidor da ...

Ver mais

Somos quem podemos ser
Jota Fagner
Origens do Brasil
Já faz um tempo que venho desiludido quanto aos resultados da educação. Ainda acredito que ela seja essencial, mas já consigo enxergar que não basta. Uma pessoa bem instruída não é garantia de ...

Ver mais

História da riqueza no Brasil
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
História da riqueza no Brasil  Cinco séculos de pessoas, costumes e governos “A proposta de uma revolução copernicana na análise e interpretação da história do Brasil – esta é a marca ...

Ver mais

Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Não gaste sua energia e seu tempo precioso de vida ...

Ver mais

Cafezinho 114 – E se?
Cafezinho 114 – E se?
Mudanças só acontecem quando a crise que sofremos for ...

Ver mais

Cafezinho 113 – Merdades e Ventiras
Cafezinho 113 – Merdades e Ventiras
Conte até dez antes de compartilhar uma merdade

Ver mais

Cafezinho 112 – Como decidi meu voto
Cafezinho 112 – Como decidi meu voto
Meu voto é estratégico, para aquilo que o momento exige.

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09

Videocast Nakata – T02 09

Ciça Camargo -

REFLETINDO SOBRE MARCAS

Quando pensamos na construção de uma marca, o que você imagina? Certamente num logotipo de fácil identificação, numa propaganda, num cartão de visitas que o faça reconhecer a marca imediatamente ou mesmo um slogan que grude na cabeça e não saia mais. No entanto, nada isso é marca. Essas coisas são ferramentas para construção da marca.

Vou dar um exemplo. Imagine que você recebe a visita do José da Silva, que você não conhece. Tem um contado educado, tudo bem, estão ele lhe dá seu cartão de visitas, e você lê: José da Silva, coordenador de vendas, Nakata. Pronto! Não é mais o José da Silva. É o José da Silva da Nakata! Uau!

Percebeu? Se aquele “Nakata” é um símbolo bem trabalhado, passa a ser o que chamo de “fator UAU”. Quero fazer negócio com o José da Silva, pois ele é da Nakata, a marca que eu conheço e respeito!

Viu só? Marca vai muito além da representação física ou gráfica da empresa.

A marca é a percepção do cliente

Pelo título, já dá para ter uma base da onde eu quero chegar. A marca, no fim das contas, é intangível. Marca é o conjunto organizado de percepções  e de sentimentos  que identificam o indivíduo, a empresa, seus produtos e serviços e os diferenciam de seus eventuais concorrentes.

É só pensar comigo: se um vendedor atende você com uma lábia afiada, um corte de cabelo ajeitado e uma roupa cara, mas não transmite nenhuma confiança… Você continuaria a fazer negócio com ele? Ou voltaria para fazer um novo negócio?

Esses elementos são importantes, é claro, uma boa apresentação e argumentação são essenciais, mas não são tudo, pois a construção da marca está sendo feita a partir da percepção do cliente. De novo ela… É na cabeça do cliente que sua marca será construída.

A construção de marca é muito mais sensorial do que palpável. Por isso quero falar um pouquinho sobre reputação, um elemento-chave nessa longa equação que é a satisfação do cliente.

Construindo sua reputação

Provavelmente, você já deve ter ouvido falar naquele mantra querido de profissionais de RH:

Pessoas são o nosso ativo mais importante.

Pois eu penso diferente:

Pessoas CERTAS são o nosso ativo mais importante

Percebeu? Eu quero que as pessoas certas trabalhem comigo. Se eu conseguir ter a meu lado  as pessoas certas, fica mais fácil construir a reputação da marca, a mantê-la e fazer com que seja percebida de forma positiva pelos clientes.

Um indivíduo já é suficiente para manchar a reputação da sua marca. Por isso, SEJA a pessoa certa para a sua empresa!

O consultor e escritor Michael Hammer, autor do livro Reengenharia, definiu muito bem:

Uma companhia não é definida por seus produtos e serviços, mas por seus processos.

A empresa na qual você trabalha, não é definida pelos produtos que ela fabrica ou os serviços que presta. Você não é definido pelos produtos que vende ou o serviço que presta.

O que define você e sua empresa é o jeitão com que você faz isso. Jeitão, entendeu? É por seu jeitão que as pessoas vão escolher você e não o outro vendedor. Sua empresa e não a outra.

Com seu jeitão, você faz o cliente se apaixonar por você. Com seu jeitão, você mostra o quanto é uma pessoa nutritiva. É seu jeitão, que ajudará a construir ou destruir a reputação tanto de sua empresa como de você mesmo.

Entendeu? Preste atenção no seu jeitão.